sexta-feira, 28 de junho de 2013

Os Sentidos Humanos




John Locke "Nada há na inteligência que, antes, não tenha estado nos sentidos". 

Será que Locke tem razão no que disse?
O que nos faz perceber o mundo ao nosso redor? Com certeza os nossos cinco sentidos: o tato, o olfato, o paladar, a audição e a visão. Kant diz que há mais do que isso, isto é há aquilo que é inato ao ser humano, ou seja, aquilo que já nasce em nós, como a consciência divina. Depois de dizer que não existe nada fora do empírico, do experimentável, do provável, então, sem saber o que fazer com Deus, pois Ele não é empiricamente provado, não se pode fazer uma experiência de laboratório e dizer "achei Deus", então, a razão pura é essa convicção interior dessa existência.

Uma criança ao nascer já vem com alguns conhecimentos prévios? Os ateus dizem que os bebês já nascem ateus e depois é que são doutrinados a crer em Deus. Mas, será mesmo que é assim?

Não creio e a Bíblia não ensina isso. Na Bíblia é dito que os desígnios de Deus para alguns profetas já estavam delineados desde o ventre materno, portanto, antes de nascer Deus escolhera estes bebês informes para uma tarefa específica neste mundo. Será que Isaías ao ser escolhido por Deus desde o ventre materno poderia não ser profeta? Isso é o mesmo que perguntar: Será que Jesus poderia não ser o Cristo? Por que Jesus foi tentado? Poderia Ele ter caído? Será que um dia saberemos a resposta a essas questões?

Seja como for não creio no determinismo, mas em alguns pontos na vida humana que realmente teremos que passar, como o dia de nosso nascimento  nossa morte, nossas grandes perdas, nossos maiores dissabores. Veja bem, se Deus determinou o nascimento e a morte de todas as pessoas nesse mundo, pois a Bíblia diz que nossos dias estão contados, então, há momentos de grandes perdas em nossas vidas já determinados por Deus. Por exemplo: minha irmã faleceu em 1994 e isso já estava escrito, então, essa foi uma perda minha já pré-definida antes mesmo do fato acontecer. Agora fazer disso uma teologia determinista para todos os nossos atos é delirar, com certeza.

Todo o conhecimento que adquirimos em nossas vidas passam de alguma forma por nossos cinco sentidos. Então, o empírico, o experimentável  é de fato o que podemos conhecer? Nesse caso, como fica Deus? Os homens buscam a razão para encontrar Deus, buscam experiências misticas para se aproximar dele, fazem jejuns e orações clamorosas e alguns chegam a se ferir com chicotadas para agradar-lhe, mas nada conseguem.
A Bíblia diz que não é assim que os homens devem se aproximar de Deus, Hb.11.06 - " ...aquele que se aproxima de Deus tem que crer que Ele existe... e que sem fé é impossível agradar-lhe".

Aproximar-se de Deus sem crer é perda de tempo, e o único modo de agradar a Deus é tendo fé. Portanto, buscar a Deus para adquirir benefícios, bençãos, e dinheiro é insanidade.

Aproximar-se de Deus é só o primeiro passo e isso exige dois requisitos que são a FÉ e Crer em sua existência. Depois é necessário Nascer de Novo, e isso só é possível crendo na Providência divina da salvação, ou seja, é preciso crer em Jesus, na sua Obra e na sua Ressurreição. Aí sim você pode se dizer um cristão, mas ainda não basta é preciso buscar o conhecimento e continuar a conhecer a Deus e manter-se fiel a Ele.