quinta-feira, 24 de abril de 2014

Antropomorfismo




Antropomorfismo tem origem em duas palavras gregas anthropos significa homem e morphe que significa forma. Ou seja, em forma humana. Atribuir a Deus características humanas.
A atribuição que se faz a Deus quando se manifesta aos homens com características humanas. Como: Deus falou a Moisés, Deus ouviu Sansão, Deus sentiu o cheiro suave, Deus pensa e escolhe, etc. Quando Deus pergunta a Adão: "Onde estás?" Isso é uma característica humana em Deus, pois é impossível que Deus não saiba onde Adão estava! Mas, o relacionamento de Deus com os seres humanos, evidentemente tem que ser nos moldes humanos para que fique inteligível a nós.

Já o Theomorfismo é a atribuição que se dá ao homem de características puramente divinas. Como: "Voz de deus", homem poderoso, mulher capaz de responder as orações, santos poderosos que exibem poderes particulares, sou o ouvido de Deus, sou a expressão de Deus.
Como podemos ver é mais fácil e até correto os homens terem algumas características divinas, pois fomos feitos à sua imagem e semelhança.

Mas, e o inverso, o antropomorfismo, é possível? Sim, como já falamos, Deus pode e tem características humanas. Porém, os kardecistas ou espíritas, acusam-nos de atribuir a Deus características de homens mortais, para desta maneira fugirem de certas partes das Escrituras que eles julgam ser inconvenientes, como a comunicação das pessoas com Deus. Julgam eles ser impossível aos homens mortais falar com Deus. Assim é mais fácil falar com os mortos e receber instruções por meio dessas entidades. Agora, note a incoerência, pois os homens são mortais e já viveram como pessoas comuns,e então, morreram. Logo, como podem estes mortos ajudar os vivos? Qual experiência tem um morto que nos sirva de ajuda? Se tudo o que fizeram foi exatamente o que nós fazemos!

O ser humano morre, e, então, fica mais sábio do que nós para nos ajudar! Loucura! Isso é a divinização de mortos! Divinização Necromórfica! Manifestação de mortos nos humanos, mas com características superiores às dos mortais.

Desculpem, mas tive que inventar o termo, Necromorfismo, capaz de responder à tola intenção de fazer com que os mortos sejam intermediadores entre os homens vivos e Deus. O que não difere muito da proposta católica de santos intermediadores. Esses são os deuses que tanto os católicos como os espíritas colocam como necessários nessa mediação. São desuses, pois desbancam Deus de sua posição Divina em nos socorrer, em nos salvar, em nos ajudar, e em seu lugar colocam deuses estranhos. Existe todo um ritual para se comunicar com esses deuses.

"Eu, porém, e minha casa serviremos ao Senhor". O Deus único, vivo, e que move os Céus e a Terra para nos redimir!

Somente ao Único Deus seja dada toda honra e glória! Amém!

domingo, 20 de abril de 2014

Inferno! Inferno é real sem realeza




Deus para ser Deus tem que ter todas as Qualidades em graus Absolutos. A Beleza é uma dessas Qualidades, e Deus deve tê-la em grau absoluto. Assim como a Bondade, a Misericórdia, a Benevolência, a Fidelidade, o Amor, a Paz, a Longanimidade, a Pureza, a Santidade, a Criatividade, enfim, todas as Qualidades.

Afastar-se de Deus é o mais grave erro que alguém pode cometer. Afastando-se de Deus o ser humano afasta-se da Fonte de todas as Qualidades, e isso o empurra para as Perversidades, Deficiências, Deformidades, Vícios, Imperfeições, Fraquezas, Erros, Limitações e Crueldades.

A humanidade hoje está sucumbindo a todas as falhas predicativas descritas acima e isso está sufocando as pessoas de bem.

Estamos vivendo em um mundo cheio de horrores devido à esse afastamento dos seres humanos de Deus, mas a diferença é que ainda temos pessoas de bem neste mundo que salgam esta Terra, que iluminam este Planeta, que refletem as Qualidades da Divindade aqui.

O que será, então, o Inferno?

O Inferno é o local onde há falta total dos qualificativos Divinos. O Inferno é a separação eterna, definitiva da criatura de seu Criador, que por havê-la criado não a exterminará. Deus trouxe à existência, como uma mãe que dá a luz ao seu bebê e deseja o melhor a ele. Porém, se este ser se perder na violência, sua mãe não o acompanhará em seus delitos.

O Inferno é, portanto, a ausência total de qualquer tipo de Virtude. Será que podemos imaginar um lugar com ausência total de Qualidades como a Beleza, o Amor, a Bondade, etc.?

Se neste mundo, no Agora, em que vivemos já existe tantos males, como será o Inferno onde não pode haver esses qualificativos?

Por que não pode haver Qualidades, Virtudes, no Inferno? Sendo o Inferno um lugar onde Deus foi totalmente excluído, com Ele foram excluídas todas as Qualidades.

Satanás foi um anjo rebelde, criado espiritualmente por Deus, mas é só um anjo rebelde e mais nada. Não tem poder de criação como tem o Criador, não pode oferecer absolutamente nada aos seus seguidores. Enfim, Satanás não é Deus e não tem em si qualificativos. Então, o que Satanás tem a oferecer? Rebeldia, deificação mentirosa, soberba, orgulho, raiva, ódio e terror.

Dá para imaginar um lugar onde o deus reinante seja um anjo rebelde? Dá para imaginar um lugar onde não há o menor indício de Amor? Isso é o Inferno!

Deus deu liberdade de escolha a toda sua criatura, inclusive os anjos.

Existem dois líderes transcendentes no mundo hoje: Jesus e Satanás. A escolha tem que ser única.

Como disse Josué: "...Escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor".

https://www.youtube.com/watch?v=zCBcwd3regk

https://www.youtube.com/watch?v=Nd4fL9IejDg#t=152

 




sexta-feira, 18 de abril de 2014

João Batista o descabeçado?


 


O Evangelho de Mateus e Marcos nos conta a trágica história de João Batista e sua degolação. (Mt.14.1-13; Mc.6.17-29)

Quem matou de fato João Batista?

1 Herodes, o rei, seria o assassino de João? Foi Herodes quem ordenou que a execução da degola fosse realizada. Mas, o texto diz que Herodes não tinha tal pretensão, pois temia a João por ser um homem santo e justo.
2 Herodias, a cunhada do rei Herodes, com quem se casou, seria a assassina? Ela ficou furiosa com João Batista, por este haver censurado Herodes em seu casamento com a esposa de seu irmão Filipe.
3 A sobrinha, de Herodes, o rei? Ela dançou para o rei em seu aniversário, porém, ela não tinha nenhum motivo pessoal para querer a morte de João Batista. Era apenas uma periguete daquela época no reino de Herodes.
4 O Carrasco, executor da ordem para a degola de João Batista, que só cumpria com seu dever de servo do rei? Mas, o que ele tinha contra João Batista se não apenas uma requisição de degola?
5 Na verdade o que condenou João Batista à morte por decapitação, foi sua fidelidade à Palavra de Deus! Essa fidelidade o levou a questionar Herodes sobre seu envolvimento com a própria cunhada, num relacionamento imoral de adultério.
Portanto, serve para nós como instrumento de conscientização da suprema importância que se deve dar à Palavra de Deus nas questões Morais com relação ao casamento, descasamento e recasamento.

Muitos pastores hoje estão se divorciando e contraindo um novo casamento. Não quero eu perder a minha cabeça por decapitação ao denunciar a contrariedade que isto representa à Palavra do Senhor. Mas, com certeza João Batista não perdeu sua cabeça em vão.

Se um casamento, aos olhos do maior profeta de todos os tempos segundo Jesus, (Lc.7.28) é tão relevante ao ponto de uma história de vida ser interrompida, como foi a de João, então, temos que pensar se isto é irrelevante nos dias atuais.

Herodes, Herodias, A Filha de Herodias, O Carrasco, estes é sim são descabeçados, pois perderam a cabeça devido ao pecado e não João Batista!

João Batista não conheceu Paulo, mas sabia desse princípio: "Para mim o morrer é lucro e o viver é Cristo!" 

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Deus Pensa?!


O pensar humano faz escolhas e juízos. E Deus?

A forma de Deus pensar, com certeza, é diferente da nossa, como diz o profeta Isaías (55.8), pois nós pensamos com o objetivo de alcançar a melhor resposta, mas Deus já sabe a melhor resposta, e nem precisa haver outra resposta para Ele, pois a melhor resposta para Ele é única resposta: a certa. Deus precisa escolher entre o certo e o errado? Não! Não há essa possibilidade para Deus, pois Ele sempre pensa certo. Deus não precisa fazer escolhas, por isso a pré-eleição é um erro, pois se Deus pré-escolhe seus eleitos, então, Ele fez escolha. Deus sempre pensa acertadamente, logo, não faz escolhas, mas faz juízo daquilo que está fora de Si, que age certo ou errado.

Deus é Onisciente, então, seu Saber é Absoluto. Isso nos faz meditar sobre o nosso pensar que não é Absoluto no saber. Somos limitados em nossos conhecimentos. Nossas escolhas são feitas em função daquilo que conhecemos. Portanto, pensamos de acordo com o que conhecemos. Surge, então, uma indagação: "E se o que conhecemos não é Verdadeiro, mas Falso, seremos conduzidos a escolhas erradas?" Sim! A escolha errada, devido ao conhecimento falso conduz a conclusões erradas e que podem desencadear uma série de falsos conhecimentos, ou seja Enganos.

Darwin em seus pensamentos acreditou de fato na Evolução das Espécies, e por isso o defendeu. Mas, o Evolucionismo é um desses Falsos Conhecimentos, com alguma Verdade, mas que tem levado muitos cientistas ao fracasso em suas pesquisas. Isso significa atraso de mais de cento e cinquenta anos nos estudos científicos. A Ciência tem que fazer escolhas, pensar em possibilidades, mas se ela se fecha em um pensamento errado todo pensamento a posteriori terá consequências firmadas no erro. Não estou dizendo que tudo será errado, mas que muito tempo será perdido.

Assim, também é sua vida, se você tomar um atalho, fizer uma escolha, soprada pela serpente aos teus ouvidos, tudo o que virá depois serão erros em cima de erros numa progressividade galopante. A Idolatria e os desvios doutrinários não passam de escolhas, de opções cognitivas equivocadas, e por consequência conduzem os fieis para longe de Deus. Mas, o pior é o que virá em decorrência disto: "A segunda morte, também chamada de morte eterna".

segunda-feira, 14 de abril de 2014

O Perdão de fato




Perdão de Fato é o perdão por palavras e por atitude.

O perdão pode ser definido como uma atitude mental e comportamental em favor do ofendido, portanto, uma ação de pagamento da ofensa pendente, ou de uma sentença punitiva pelo erro cometido. Uma sentença é uma punição pelo erro cometido. Paga a punição o perdão está concedido.

O perdão sempre tem um custo. O preço, normalmente é pago por aquele que perdoa, como no caso de Jesus, que pagou um alto preço por nos perdoar.

Porém, o que é mais difícil no perdão não são as palavras, mas o perdoar de fato. O que é perdoar de fato?
Perdoar de Fato requer, não o esquecimento do acontecido, mas o esquecimento do remoer a violência sofrida. Se você de fato perdoou, você não pode ficar falando sobre o acontecido, pois isso traz de volta o fato ocorrido e também a falta do perdão.

Quem perdoa não pode carregar um fantasma sobre os ombros, levá-lo para a cama, para a mesa, para o culto, para o trabalho, andando pela rua, etc.

Quem Perdoa de Fato não rememora constantemente aquilo que sofreu, pois se isto acontece o perdão não foi de coração e de fato.

A rota do perdão inicia-se com o arrependimento pelo mal que fez contra alguém? Mas, como esse ofensor se arrependerá se ele acredita que o outro foi merecedor, foi o provocador de sua ofensa? Aí está estabelecido um paradoxo. O problema do perdão não começa pelo arrependimento, mas começa por resolver esse paradoxo: "Quem errou de fato, se ambos os lados pensam estar certo?"

Jesus nosso paradigma em questão de perdão e justiça nos faz entender essa questão ao responder a pergunta: "Até quantas vezes tenho que perdoar o meu irmão que errou contra mim? Sete vezes?
Jesus lhe responde: "Setenta vezes sete", e menciona uma parábola de um Rei que teve misericórdia de seu servo que lhe devia dez mil talentos, e que se ajoelhou pedindo ao Rei misericórdia. Mas, esse mesmo servo não teve misericórdia de um devedor, de cem denários, que encontrou no caminho, e que agiu da mesma forma pedindo misericórdia. O Rei sabendo disso chamou o servo e retirou seu ato de misericórdia e perdão, entregando-o aos atormentadores até que pagasse sua divida. Jesus diz: "Assim será feito com vocês, pelo Pai, se de coração vocês não perdoarem, cada um a seu irmão, as suas dividas ou ofensas" Mat.18.21-35.

Podemos ver o resultado final àquele que não perdoa, são entregue aos atormentadores. Existem milhões de pessoas que vivem em tormentos ruminando todos os dias os ataques que sofreram, e que não perdoaram, mas querem perdão. Se eu quero perdão, tenho que perdoar!

Jesus não olhou para nossa situação pecaminosa, não olhou nossas ofensas, mas pagou o preço para nos perdoar. Ele poderia simplesmente dizer: "Eles são os errados, não eu; o problema é deles". Mas, não foi assim que Jesus agiu. Mesmo sem eu ter mérito algum, Ele me perdoou.

Quando há um paradoxo sobre o errado, é porque ambos estão errados! Numa situação de erros, que geram sofrimento, existem três possibilidades:

1 - O lado A está errado.
2 - O Lado B está errado.
3 - Ambos os lados estão errados.

Observe que só f alei dos lados errados, e não dos lados certos. Pois, em uma discussão, a tendência é que só o erro prevaleça. Não importando quem esteja certo.

O ponto crucial e efervescente é o de atualizar constantemente o fato ocorrido no passado, fazendo dele um presente contínuo. Esse é o carregar o Fantasma nas costas! Só o perdão pode livrar dessa situação.

Além desses aspectos relatados, aqueles que não perdoam são derrotados, pois foram vencidos por Satanás. II Coríntios 2:10  "E a quem perdoardes alguma coisa também eu; porque o que eu também perdoei, se é que tenho perdoado, por amor de vós o fiz na presença de Cristo; para que não sejamos vencidos por Satanás". Daí o Atormentador que Jesus mencionou em Mat.18!

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Aos xeretas: Deus Pensa?




Deus é um Ser Pensante

Isaías 55:8  "Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR".

Filosofando: Deus pensa, portanto, surge uma pergunta: "Deus faz escolhas?"

Todo ser humano Pensa, tem emoções, tem Vontade e tem Razão. Portanto, pode fazer escolhas. As Escolhas fazem parte de uma gama de Opções. A noiva pode escolher um tapete: Verde, Vermelho, Azul, Amarelo ou Branco. Seu critério de escolha pode ser: Emocional, Racional ou Volitivo.

Mas, qual é o critério de Deus para fazer escolhas? Deus pode escolher? Qual é então, a gama de opções para Deus escolher e quem as proveu?

Uma das respostas pode ser que: Deus cria opções possíveis e depois faz a escolha!? Mas, sendo Ele Deus e Onisciente, não há necessidade de fazer opções ou mesmo de criar várias opções para depois escolher! Além disso, fazer escolhas também requer tempo, mas Deus está fora do Tempo. É Atemporal.

Concluo (mas deixo em aberto) que Deus não escolhe, apenas cria aquilo que intenta criar e ponto.

Tentar mapear a Mente de Deus é algo que um ser humano jamais alcançará, pois somos à sua imagem e semelhança, mas não somos iguais a Ele. Não somos deuses. Quem intentou ser um deus acabou num hospício, como Nietzsche por exemplo e tantos outros.

Carregamos a semelhança e imagem de Deus, mas estamos inseridos no Espaço e no Tempo, e somos Finitos.

Tendo em vista a Finitude do ser humano, podemos ventar sobre o que Deus pretende com a complexa criação do ser humano? Existe uma Pretensão Divina em andamento? Essa Pretensão exige Justiça ou é Contingente?

Se Deus quisesse que soubéssemos estas coisas, certamente, Ele teria inspirado seus profetas, apóstolos, reis ou sacerdotes a escreverem sobre isso na Bíblia.

Xeretas é o que somos!

PS. Dr. William Lane Craig - "Um ser onisciente não pode raciocinar discursivamente porque Ele já sabe as conclusões que irá chegar!"

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Plano de Salvação na história humana


Cronologia da Salvação

Porque existimos? O que viemos fazer neste mundo? Estamos aqui por um acaso? Nossos olhos, toda criação, a beleza de cada detalhe da vida, tudo isto aconteceu por um acaso da natureza? Não. Certamente que não. Crer em um propósito para tudo isto é mais fácil do que discrer de tudo. É necessário ter muita fé para crer em nada. Isto também é crer. Logo, porque estou vivo? E porque o mal nos açoita com tamanha severidade? Talvez você encontre aqui algumas respostas. Se dê esse direito.

INTRODUÇÃO

Pessoas no mundo inteiro acreditam que poderão se justificar diante de Deus, alegando ignorância, desconhecimento, e até mesmo: "fui enganado", logo, a culpa não é minha, mas sim dos meus enganadores.
A Carta de Paulo aos Romanos (1:19,20), Diz:
"Porquanto o que de Deus se pode conhecer é manifesto entre eles (homens) porque Deus lhes manifestou. Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são por isso indesculpáveis".Rm.1:19,20.
Deus Pai pode ser facilmente visto e apreciado por todo e qualquer homem que realmente se interessa em sua pessoa, basta olharmos a beleza da natureza, suas flores multicoloridas e que exalam os mais variados perfumes, os pássaros com seus cantos maravilhosos, seus vôos sincronizados, leves e soltos; os animais no campo em sua variedade de formas e com características peculiares; as pedras que se impõem e parece não se importar com o tempo; as formigas incansáveis trabalhadoras; as abelhas que produzem o mais saboroso e fino produto natural, o mel; os microorganismos só observáveis ao microscópio, que apesar de serem tão pequenos têm vida e parecem ter uma missão particular; destes micros para os macros olhamos a imensidão do universo com tantas estrelas que seria impossível contá-las, ainda recentemente foi descoberto uma galáxia toda bem semelhante à galáxia onde vivemos. Após observarmos todas estas preciosidades, surge então uma pergunta, ou pelo menos deveria surgir em um coração sincero: Quem formou tudo isto aqui?
Qualquer pessoa que tenha em seu coração uma inquietação, uma vontade de buscar respostas, certamente deve ter observado que neste mundo nada acontece por acaso e que para tudo isto tem que haver uma explicação, baseado nesta curiosidade humana é que têm surgido muitas seitas, religiões, filosofias de homens que pensam estar certos, lançando uma multidão de heresias sobre as pessoas desinformadas. Na tentativa de explicar o desconhecido o homem indouto e inconstante acaba criando mais confusão e mais seitas (I Pe. 3:16,17). São tantas seitas que a pessoa tem à sua frente, existindo uma religião para cada gosto e tipo de pessoa, existem aqueles que adoram vacas, outros adoram macacos, alguns adoram as árvores, outros o sol, outros ainda adoram estatuetas de madeira ou gesso, objetos, relíquias, eaté adoram imagens dehomens e não poucos adoram o próprio Satanás.
Para tudo isto existe uma explicação e precisamos saber porque estamos aqui, por que existimos e qual o motivo de tudo isto. Existe uma real razão para você, eu e todas as pessoas estarem vivas e esta razão é que o homem busque ao seu Criador enquanto Ele pode ser encontrado(Jr.29:13; Is.55:6).
A seguir vamos expor o plano de salvação de Deus ao homem, preste muita atenção e dê uma chance a você mesmo de Deus entrar definitivamente em sua vida e te ajudar. Esqueça os teus preconceitos, suas tradições familiares e suas próprias opiniões sobre Deus, abra o teu coração para aquilo que poderá te libertar da escuridão, da desilusão, da insatisfação, da procura incessante, da escravidão e da morte eterna que é a mais terrível das mortes.

A REALIDADE DO MAL

Todos nós já tivemos o desprazer de um dia nos depararmos com a essência do mal, presenciando um atropelamento fatal, um homicídio, um assalto, uma briga violenta e sangrenta, uma rivalidade familiar, uma traição, o desespero, a morte, a angustia, a dor, enfim qualquer atividade de origem maligna.
Basta ligarmos a televisão para vermos nos noticiários a realidade absoluta do mal, principalmente nestes últimos dias. Vemos que o homem está em completa degradação moral e espiritual, são: roubos, assassinatos, corrupção generalizada, estupros, sacrifícios de crianças que só no Brasil são assassinadas quatro por dia; famílias são destruídas (este é o principal alvo do Diabo); crianças desamparadas e usadas para mendigar, com a finalidade de alimentar os vícios de seus pais; chefes de família são assassinados no trabalho em seus táxis, caminhões, nos semáforos, nas ruas; o vício de milhões de jovens em cocaína, em maconha, no álcool ou outra droga qualquer e que movimentam milhões de dólares no mundo todo; a ganância dos homens que mesmo sendo ricos ainda querem mais e às custas dos pobres e miseráveis; a prostituição, a promiscuidade e esta lista iria muito além se fosse esse o objetivo. Quando olhamos este quadro não podemos deixar de ter uma convicção plena de que o mal existe e é muito real e isto ninguém pode negar. Mas existem muitas pessoas que fecham seus olhos para tudo isto e vivem suas vidas de uma forma egoísta querendo apenas saciar suas emoções, suas paixões, suas ilusões; parece até que são imunes a todo mal e que nada pode lhes atingir, porém quando menos se espera estas pessoas são colocadas frente à frente com a enfermidade ou com a morte ou ainda com um cruel e alucinado assassino. O mal é algo que foi incorporado à humanidade e é tão real quanto o bem.
Os homens que praticam qualquer um destes atos de maldade, ou que se deixam vencer por eles estão na verdade em espírito de rebeldia e, portanto, em pecado. Portanto pecado para Deus é tudo aquilo que leva o homem a praticar ou mesmo a idealizar o mal ainda que seja uma pretensão, pois isto depõe frontalmente contra Deus. A mentira, por exemplo, é um pecado, pois tem a pretensão de enganar alguém.
Todo esse mal, observável ou não, desagrada muito a Deus, pois todo pecado em si é o resultado da desobediência a Deus, pois Ele disse: "Da árvore do conhecimento do bem e do mal dela não comerás, pois no dia em que dela comeres, certamente morrerás" (Gn.2:17).
Vejamos a seguir a causa dessa desobediência e os resultados.

A QUEDA DE LÚCIFER

Muitas pessoas se perguntam: Como toda essa calamidade se originou? Porque Deus permite tanta maldade no mundo? E se Deus é amor, porque tanto sofrimento? As respostas a essas questões são em verdade muito antigas e na realidade antecedem à criação do homem.
Deus quando cria algo ou alguém Ele lhe dá livre arbítrio, porém o que Ele espera é que sua criação lhe seja fiel, permaneça em obediência e Lhe preste louvor, alias qual dos homens não gosta de receber louvor por seu trabalho? Assim também Deus quando criou o homem e todos os seres angelicais esperava receber louvor por Seu trabalho de criação maravilhoso.
Havia Deus criado os seres angelicais, miriades de miriades de anjos cada qual com sua própria característica: Anjos, Arcanjos, Querubins e os Serafins, uns com grande glória e poder, outros com grande formosura, enfim cada qual com sua própria glória, luz e poder. Porém, um desses anjos recebeu um destaque especial, seu nome era Lúcifer e por seu próprio nome podemos observar que ele possuía luz própria, o seu nome significa "anjo de luz" o "querubim ungido" ou ainda o "brilhante". Este ser formoso e perfeito andava sobre pedras afogueadas (Ez.28:12-19), possuía muita sabedoria, até que toda essa sabedoria e formosura sofreu um terrível abalo, pois, brotou em seu coração a iniquidade, o mal, devido à sua formosura e seu resplendor elevou-se o seu coração e Lúcifer quis colocar o seu trono acima das estrelas de Deus (Is.14:13,14), embora sendo criatura de Deus ele almejou ser igual a Deus, disse no seu coração: "Serei semelhante ao Altíssimo", provavelmente teve inveja de Jesus o Filho de Deus (Ez.28:16). Um detalhe aqui me chama a atenção, onde é dito: "Te lancei fora do Monte de Deus", aqui fica claro que não foi o Pai, mas sim o Filho quem lançou Lúcifer fora do Monte de Deus, pois se fosse o Pai, Ele teria dito: "Te lancei fora do meu Monte". Jesus mesmo mais tarde declara em (Lc.10:17,18) "Eu via Satanás como raio cair do Céu" e o interessante é que neste texto Jesus está falando de Sua Autoridade ou melhor da Autoridade do Seu Nome, que está acima de todo nome (Fp.2:9,10). Aleluia!
Sendo, portanto, lançado por terra (Ez.28:17) e havendo perdido sua glória, Lúcifer, agora chamado Satanás (hebraico) ou Diabo (grego), que significa o adversário ou inimigo, não cessou sua ação maligna, sendo agora mais avassalador ainda, pois sabe que seu fim está próximo. Atrai os homens com suas ilusões carnais, como: sexo, dinheiro, poder ou ainda utilizando-se de toda essa parafernália de instrumentos eletrônicos, como: vídeo cassete, televisão, vídeo games, computadores, cd- players, etc. Faz uma verdadeira lavagem cerebral nas pessoas, engordando as fileiras dos que descem ao inferno. Sua grande missão é "matar, roubar e destruir (Jo.10:10), atacando a obra do Criador do Universo.
A essa altura dos acontecimentos Deus já havia criado a terra e tudo o que nela há, inclusive o homem este como o alvo principal do ódio de Satanás, por ter sido o homem criado à imagem e semelhança do Altíssimo.
Toda a criação feita por Deus inclusive Lúcifer, foi concebido originalmente para a glória de Deus, ele foi criado para reger o louvor a Deus no seu Santo Monte, nos Céus (Ez.28:14-16), onde "querubim da guarda" no hebraico significa "aquele que conduz". Lúcifer foi, de todas as criaturas de Deus, o ser espiritual mais altivo, mais glamoroso, pelo fato de ser chamado de "o querubim ungido" indica que ele recebeu o favor supremo de Deus. Porém, agora se encontra sem glória e sem formosura e no universo de Deus passa a existir, não apenas um ser maligno, mas, todo um império de trevas, haja vista que com a queda de Lúcifer um terço dos anjos do céu se precipitou juntamente com ele para a terra. Ap.12:4.
Neste universo tão cheio de maravilhas que nos deixam admirados e que expressam a criatividade de Deus é então estabelecido o império das trevas, da morte, da destruição, do ódio, da amargura, do choro, da violência e da corrupção.

A QUEDA DO HOMEM

Deus ao criar o homem esperava que este lhe fosse grato e O louvasse, à semelhança dos anjos ao serem criados, que constantemente louvam e adoram a Deus. Portanto no universo de Deus, até onde se sabe, existem duas classes de seres, que são os anjos (espirituais) e os homens (físicos).
Importante ressaltarmos que o mundo espiritual está em outra dimensão diferente da material e que esta dimensão espiritual tem o domínio sobre a material, pois o próprio Senhor Deus é espírito (Jo.4:23,24). Portanto a dimensão em que vivemos está sujeita de certa forma à dimensão espiritual, sem que com isto o homem perca seu livre arbítrio, sua liberdade de optar e de viver.
O homem ao ser criado conhecia somente o bem absoluto, nenhum mal era por ele percebido ou praticado até que Satanás em forma de serpente (Ap.12:9) levou Eva e Adão a duvidar da Palavra de Deus, pois Deus havia dito: "Não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, pois no dia que dela comeres certamente morrerás". Hoje os homens certamente morrem. Eva a exemplo de muitos em nossos dias duvidou da Palavra de Deus preferindo a palavra de uma serpente. Muitas são as serpentes em nossos dias, pessoas que levam o engano, a mentira de Satanás, pregando contra a Palavra de Deus e levando muitas pessoas a duvidarem da Palavra do Único e Verdadeiro Deus. Estes procuram a mentira para justificarem as maldades de seus corações sedentos de paixões carnais, carne esta que um dia voltará ao pó (Gn.3:19).
Serpente, também, são todas as pessoas que mudam a verdade e a transformam em mentira. São os enganadores do presente tempo no qual vivemos. A serpente tem veneno na sua boca e se conseguir picar alguém e não for tratado a tempo pode levar à morte. A missão da serpente é encontrar uma presa, uma vítima. Que essa vítima não seja você. (II Co.11:3).
Antes de comer da árvore do conhecimento do bem e do mal Adão e Eva estavam em comunhão direta com Deus. Adão conversava com Deus sem nenhuma interferência, sem nenhum intermediário, eles eram amigos, não havia nenhuma separação (Gn.3:8).
  
RELACIONAMENTO DIRETO DO HOMEM COM DEUS

Quando, porém, Eva aceitou a distorção da Palavra de Deus ao ser tentada por Satanás, ela aceitou a tentação e mais do que isso, praticou aquilo que desagradava muito ao Senhor Deus, na realidade ela também almejou ser igual a Deus (Gn.3:5), caindo assim no mesmo pecado de Lúcifer e levando também seu companheiro a cometer o mesmo erro.
Observe a situação que Satanás criou, seu objetivo era abrir uma porta de entrada dele nesta terra, pois ele sabia que Deus é criador e não destruidor, por isso tão logo o homem pecou contra Deus, comendo do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, ele passou a conhecer o bem e o mal, o bem sempre foi operado por Deus, mas e o mal quem operaria? Deus? Certamente que não, pois Ele é amor em toda sua plenitude, então a operação de toda espécie de maldade que o homem passou a conhecer só poderia ser operada por ele, Satanás. Assim ele conseguiu entrar neste mundo, enganando o homem com falsas promessas e distorcendo a Palavra de Deus. Ainda hoje ele usa essa mesma tática. Sendo o pai da mentira, pois tem pecado desde o princípio (I Jo.3:8; Jo.8:44). Adão não guardou aquilo que Deus havia entregado a ele para zelar, a terra (Sl.115:16). Não somente entregou a terra para ser o quintal do Diabo, mas permitiu que viesse sobre toda sua descendência o mal, a iniquidade, a violência, o engano, a corrupção, a mentira, bem como todo o exército satânico, com seus demônios, principados, potestades e toda hoste espiritual da maldade nas regiões celestiais (Ef.6:12). Portanto sua morada hoje não é no inferno como muitos acreditam, mas está solto em nosso planeta, nas regiões celestiais (Ef.6:12), operando toda espécie de crueldades, juntamente com seus demônios. Este exército de maldades, crueldades, está operando nas regiões celestiais, aqui mesmo nos ares, influenciando algumas pessoas, dominando a vida de outras, iludindo a grande maioria, escravizando não poucos com as drogas, aniquilando suas mentes e arrastando-os para a perdição eterna, destruindo famílias inteiras. Outros ainda piores são usados como agentes de Satanás para levar drogas aos jovens, tornando-os viciados e posteriormente em ladrões e marginais, são os fazedores de escravos, os escravagistas mercenários dos dias atuais.
Hoje, no Brasil, 45 casais se separam por hora, tal é a operação de Satanás nos lares sem Cristo. Lembre-se Satanás é o ladrão dos povos da terra, ele vem para matar, roubar e destruir (Jo.10:10), pois sabe que na família está a benção de Deus (Gn.12:3), nela reside o amor, a dignidade, o respeito e a moral e se a família for desagregada, separada, sua obra de destruição fica muito mais fácil, pois é muito mais fácil destruir o solitário (Ec.4:9-12, levando-o à loucura, ao sentimento de auto comiseração,aos prazeres promíscuos, ao suicídio. Quantos são mortos em todo mundo hoje pelo vírus HIV, sendo a AIDS uma doença terrivelmente contagiosa e que segundo os estudiosos nasceu no seio do homossexualismo, onde a família não existe e a solidão é uma constância.
Os humanistas querem legalizar a união homossexual. Porque? Com que finalidade? Com certeza a finalidade é a desagregação familiar, a destruição dos princípios morais, a confusão mental, o desequilíbrio pessoal, enfim, a destruição. Essa destruição é uma das metas do Diabo, lembre-se: "Matar, roubar e destruir" (Jo.10:10). Quando ele não mata, ele rouba, se não conseguir matar ou roubar, ele tentará destruir.
A palavra de Deus declara que o pecado faz separação entre o homem e Deus, o seu Criador(Is.59:2).

Gn.3:8; Hb.9:3; Rm.6:23

Deus passeava pelo jardim na viração do dia (Gn.3:6-8), então Adão e Eva ouviram a voz do Senhor e correram a se esconder de Deus entre as árvores do jardim. Aqui podemos observar que a primeira reação que o pecado provoca no homem é separa-lo de Deus, pois tal fato faz do homem um praticante e participante do império das trevas e da maldade, não existe meio termo ou participamos do Reino de Deus ou do reino de Satanás. Engana-se a pessoa que pensa levar uma vida indiferente, pois ao rejeitar o Reino de Deus ela passa a integrar o reino das trevas.
Aqueles que estão separados de Deus, para Deus já estão mortos, espiritualmente estão envoltos em trevas e mortos, pois "o espírito do homem é a lâmpada de Deus" (Pv.20:27), veja o que Jesus falou sobre isto (Lc.9:60) "deixa os mortos sepultar os seus mortos", a classe de mortos que Jesus está se referindo são duas: A dos mortos espirituais e a dos mortos físicos, pois os mortos espirituais é que deveriam sepultar os mortos físicos. Os mortos espirituais são todos aqueles que estão vivos hoje no mundo e não nasceram de novo em Cristo Jesus.
Na realidade o ser humano foi criado para ser muito mais do que é. Quem em nossos dias pode dizer que está feliz da forma que é ou na posição que se encontra? Todos foram criados para serem seres espirituais à semelhança do Deus Altíssimo (Jo.4:23,24), mas a Bíblia declara que "Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus" (Rm.3:23). Logo, os homens passaram a ter olhos somente para o plano material, o físico e se esqueceu de como se olha espiritualmente, ficou cego para as coisas do Reino espiritual (Mc.4:11,12). A primeira coisa que Adão viu quando seus olhos físicos, carnais, foram abertos foi a sua nudez e imediatamente passaram a agir de acordo com aquela visão material e carnal. Os olhos espirituais foram fechados, a árvore da vida agora estava escondida, não podiam olhar para Deus devido ao pecado que acabaram de cometer. Mas é bom que você observe que Eva viu a árvore antes e que o fruto dessa árvore era desejável para se comer, agradável à vista e só no verso seguinte é que os olhos de ambos foram abertos, logo, pergunto: Que olhos se abriram? Certamente se abriram os olhos carnais e sedentos de desejo da carne. Hoje o homem só consegue olhar para o material e isto parece dominar-lhe todos os outros sentidos, então sai à caça cheio de cobiças carnais e materiais, chega a matar pelo dinheiro, pela paixão, por sexo ( veja as notícias na televisão). Tudo o que consegue ver é "eu tenho que ter poder para conseguir realizar meus intentos, nem que para isso eu tenha que roubar, pisar sobre os outros e até matar". Essa visão material o afasta cada vez mais da visão espiritual. O corpo passou a dominar, quer prazer, conforto, guloseimas. O corpo quer novas experiências com o mundo, com o mundo exterior, e Satanás certamente tem muitas experiências para oferecer, como drogas, álcool, sexo descomprometido, ou novas modalidades sexuais como a troca de casais. Jejum? Nem pensar, pois isto traria ao corpo uma boa parcela de sacrifício. Paulo chega a falar em (Rm.7:24) "Quem me livrará do corpo desta morte", Paulo aqui associou o corpo diretamente com a morte e foi exatamente isto que Deus declarou (Gn.3:19; Ec.12:7;3:20)..."portanto és pó e ao pó te tornarás".

CONSTITUIÇÃO HUMANA

A Bíblia ensina e pessoalmente creio que o ser humano é constituído de três elementos essenciais, que são: O espírito humano, a alma humana e o corpo humano (I Ts.5:23). A alma e o espírito humano são distintos, porém quase que inseparáveis e desta união somente a Palavra de Deus, que é a Espada do Espírito, poderá separa-los no dia do juízo divino (Hb.4:12). Em nossa alma está contido o registro de todos os nossos feitos (Ap.20:12) e um dia esse registro será aberto para julgamento diante de Deus, os salvos em Cristo julgados para recebimento ou não de galardões e os ímpios para condenação eterna.
Importante é ressaltar que os homens hoje já nascem na condição de morto espiritual e que só passam a ter uma nova vida, que é o espírito regenerado, quando aceitam o sacrifício de Jesus, sua ressurreição e O recebe em seu em sua vida. Jesus mesmo declarou: "Eu sou a ressurreição e a vida"(Jo.11:25).

O INOCENTE PELO CULPADO

A trágica desobediência de Adão no Jardim do Eden quando ele pecou e correu para esconder-se de Deus em reconhecimento ao seu estado de nudez e de vergonha (Gn.3:7,8), levou Adão a perceber que não poderia, naquelas condições, permanecer na presença de Deus, pois Ele é Santíssimo, e isto o intimidou e causando a separação entre ele e Seu Criador. Porém Esse Deus tão maravilhoso ao mesmo tempo que prova a fidelidade do homem, também já providencia uma alternativa de saída em caso de desobediência, isto foi o que aconteceu, pois Deus vendo a situação de Adão teve misericórdia e tomou a pele de um animal que por ali pastava, sacrificou-o, para cobrir a nudez, o pecado do homem (Gn. 3:21), portanto esse foi o primeiro sacrifício de um animal inocente por um homem culpadoveja você que aquele animal não tinha nenhuma relação de culpa pelo pecado de Adão, mas foi ele que pagou o preço do pecado de Adão, ou seja, um animal inocente pagou com a vida por um homem pecador.
Deus disse: "no dia em que dela comeres certamente morrerás"(Gn.2:17), isto é uma lei divina e imutável, portanto Deus só aceita o sangue para justificar o pecado, a desobediência, ainda que fosse de um cordeiro, pois esse animal que foi criado por Deus é tão maravilhoso que ao ir para o sacrifício, não abre a sua boca e escorre-lhe lágrimas dos olhos, isto é uma perfeição, porém para uma tarefa dificílima de ser o substituto de algo tão mau aos olhos de Deus, que é o pecado, pois como vimos o pecado é a participação do homem em qualquer atividade maligna e essa participação depõe frontalmente contra Deus ou contra o próprio homem, e daí procedem os dois principais mandamentos de Jesus, que são: "Amar a Deus acima de todas as coisas" e "Amar ao próximo como a si mesmo"(Mc.12:30,31), quem obedece à esses dois mandamentos de Jesus estará obedecendo aos dez mandamentos de Deus Pai(Rm.13:8-10), pois o amor é o cumprimento de toda a Lei e quem não ama não conhece a Deus e todo que ama é nascido de Deus(I Jo.7,8), logo quem não ama não é nascido de Deus, pois Deus é amor. Concluímos então que se alguém pensa ser salvo e não tem amor ao próximo, certamente está enganado e permanece nas trevas(I Jo.2:8-11)
O fruto proibido em nossos dias é o comer do reino das trevas, é o pecado, é a participação da mesa dos demônios(I Co.10:21) e o salário do pecado é a morte(Rm.3:23), pois foi através do pecado que a morte entrou no mundo(Rm.5:12) e entrando a morte no mundo ela passou a todos os homens, por isso a Bíblia diz: "Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus(Rm.6:23). Como então podemos pagar por nossos pecados e não morrermos? Só há uma forma, a indicada por Deus: A SUBSTITUIÇÃO. Deus requer um animal puro para o sacrifício, somente assim o homem pode entrar na presença de dEle e manter comunhão com Ele. Assim observamos que no Velho Testamento para o homem entrar na presença de Deus era necessário o sacrifício de um animal puro, um cordeiro. Veja que Abel ofereceu um sacrifício melhor do que Caim, pois na oferta de Abel existia esse princípio de Fé (Hb.11:4; Gn.4:4). Noé também ofereceu a Deus em holocausto animais puros(Gn.8:20) e daí por diante os homens de fé passaram a oferecer a Deus estes sacrifícios(Ex.12:3-5; 18:12; 29:20,21; I Sm.1:21; II Cr.7:5), e Deus em sua infinita misericórdia aceitava a substituição. 

Holocaustos eram sacrifícios oferecidos a Deus devido ao pecado do homem para justificá-lo diante de Deus.

AUMENTO DA BARREIRA DO PECADO

Estando o homem separado de Deus somente o sacrifício de um cordeiro puro restabelecia novamente este relacionamento. Porém o coração do homem pende para o mal (Jr.17:9) e o pecado da humanidade crescia com grande rapidez e intensidade, devido à atuação constante de Satanás e seus demônios e também à passividade dos homens frente a essas potestades malignas, até chegar ao ponto de Deus não se agradar mais com o sacrifício de cordeiros e bodes , Ele diz : "Estou farto de holocaustos de carneiros e da gordura de animais"(Is.1:11) e "Vossos holocaustos não são aceitáveis"(Jr.6:20; Hb.10:6).

Portanto aquela saída providenciada por Deus agora estava fechada, já não adiantava mais holocaustos, pois o homem estava totalmente envolto em trevas devido ao pecado e mais nada restava ao homem para restabelecer a comunhão perdida. A morte eterna agora era certa e a separação do homem e Deus era definitiva. Satanás talvez estivesse nesse momento contando vantagem, achando que sua vitória era certa e que os homens finalmente estavam perdidos e presos nas trevas e que cada um se desviava pelo seu próprio caminho (Is.53:6; I Pe.2:25). O homem estava completamente perdido, separado do seu Criador.

O AMOR DE DEUS

Mas Deus sendo mui rico em misericórdia e tendo um amor além da nossa compreensão (Jo.3:16), novamente providencia uma saída, uma porta, um único caminho para restabelecer novamente a comunhão perdida (Hb.10:1-10). Essa porta porém jamais se fechará, essa porta é Jesus (Jo.10:9). Deus resolve, Ele mesmo, deixar toda sua glória, todo seu exército celestial e descer até os homens. Quem poderia impedi-lo? Ninguém. Deus Pai envia seu Único Filho, e na terra de profunda escuridão resplandeceu a Luz (Is.9:2,6; Jo.1:5,9,14). Note que isto foi profetizado por Isaías mais de 700 anos antes de Jesus nascer. É maravilhoso saber que das 330 profecias do Antigo Testamento sobre o Messias, todas se cumpriram em Jesus.
Satanás vendo seu reino ser atacado pela Luz divina (Jo.1:3-5,9), sabia que esse menino tinha uma grande missão, destruir as obras do Diabo (I Jo.3.8). Então o Diabo tenta de todas as formas tirar a vida das crianças nascidas naquela época, porém em vão (Mt.2:16), pensando com isso frustrar o plano de Deus.
Jesus foi gerado por obra do Espírito Santo de Deus, assim não teve a raiz adâmica em sua fecundação, portanto, não trazia sobre Si o peso do pecado de Adão. Jesus já nasceu Santo, daí Ele ser 100% Deus e 100% Homem, por isso Ele é chamado "O FILHO DO HOMEM", mas a Sua missão não era derrotar Satanás como Deus, isto seria muito fácil, porém, traria sérios riscos à todos os homens, pois arrancando Ele o joio não arrancaria também o trigo? Todos estavam debaixo das trevas e evidentemente de pecado. Então sua real missão era "salvar o que havia se perdido"(Mt.18:11; I Tm.1:15) a todos aqueles que inconformados com este mundo estavam buscando uma saída, mas enclausurados debaixo do poder das trevas, nem se quer se davam conta do risco que estavam correndo de perderem a vida eterna. Deus quer salvar os homens, mas para isso teria que vir pessoalmente à este mundo e como homem resgatar o seu povo das mãos de Satanás, e como homem derrota-lo. Foi exatamente isso que Ele fez, veio ao mundo como homem, em forma de carne, para na carne destruir as obras da carne, que é o pecado (Rm.8:3; Jo.1:1,5,12,14). Jesus se fez menor do que seus anjos, que Ele próprio criou (Hb.2:9; Jo.1:3) e desceu até nós. Aqui Ele viveu, cresceu, trabalhou, também sofreu, foi chicoteado, cuspido, esbofeteado, chutado, colocaram-lhe uma coroa de espinhos, deram vinagre para beber e por fim colocaram o Criador(Jo.1:3-5) numa cruz.
Foi para isso que Ele veio para sofrer por amor. "Deus Pai amou o mundo de tal maneira que enviou Seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna"(Jo.3:16) e como já vimos o inocente, o puro deveria pagar (o salário do pecado é a morte -Rm.6:23) pelo culpado, pelos pecadores (Rm.3:23). Como homem Ele deveria passar por todas as tentações do diabo (Mt.4:1-11), mas em nada se deixou vencer e não cometeu nenhum pecado (Rm.5:12-21), como homem vindo em carne, Ele jamais cometeu qualquer pecado.
A vitoria porém ainda estava por acontecer, pois só se realizaria plenamente com a morte do Cordeiro de Deus, Jesus. Foi exatamente isto que João Batista declarou "Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" (Jo.1:29,36), Pedro também falou sobre isso (I Pe.1:18,19) e o apóstolo João dedica um capítulo todo ao Cordeiro de Deus (Ap.5). Jesus depois de anunciar o Reino de Deus, de curar muitos enfermos, de dar vista aos cegos, de expulsar muitos demônios, agora teria que consumar sua missão integralmente e sabia que seu final seria a morte e morte de cruz (Lc.9:31; Jo.12:7). Sendo Jesus levado ao matadouro não abriu sua boca a não ser para proclamar perdão e amor: "Pai perdoa-lhes porque não sabem o que fazem" (Lc.23:34). Então O crucificaram junto a dois malfeitores, um de cada lado e por três horas houve trevas sobre toda a terra. Jesus, que nunca havia pecado, vendo cair sobre Ele todos os pecados da humanidade, em profunda dor e solidão exclama em alta voz: " Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?"(Mt.27:46). Vemos aqui que Jesus ao ser pendurado no madeiro se fez maldito em nosso lugar, pois está escrito que maldito é aquele que for pendurado no madeiro (Dt.21:22,23; Gl.3:13), logo se Ele se fez pecador como todos os homens, como então poderia nos resgatar? Aí está o Maior Plano de Deus para o resgate do homem perdido. Examine com muita atenção:
A morte entrou no mundo através do pecado (Rm.5:12) e devido ao pecado a morte passou a todos os homens, pois o salário do pecado é a morte (Rm.6:23), então surge uma pergunta: Como Jesus poderia morrer se Ele nunca pecou? Na verdade Jesus jamais poderia morrer pois nunca pecou. Então só haveria uma forma dEle morrer, assumindo os pecados de outros. Assim quando Jesus recebeu todos os pecados dos homens sobre Si, Ele morre, mas antes disso Deus Pai que é Santíssimo vira-lheo rosto, pois não podia sequer olhar para seu Filho Jesus sendo tão severamente castigado pelos pecados alheios, então Jesus ao sentir o afastamento do Pai, clama: "Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?"(Mt.27:46). Jesus, o homem Jesus, nesse momento, separado do pai, morre e desce à sepultura e vai até o inferno (Seol) para pregar aos espíritos em prisão (I Pe.3:18,19), mas Aquele que muito amou e que foi obediente até a morte e morte de cruz (Fp.2:8) não poderia ficar retido pela morte, ou seja Deus Pai não deixaria seu Filho que foi obediente em tudo, preso nos laços da morte. Aí acontece o maior feito de todos os tempos, Deus Pai não poderia deixar Seu Filho obediente no mesmo lugar que os desobedientes, então Ele traz de volta à vida Seu Filho, ressuscitando-O dentre os mortos. Preste muita atenção. Deus trouxe de volta à vida aquele que se fez pecador, logo todos os pecadores que se tornarem Filhos de Deus ganharam o mesmo direito à ressurreição. Resta saber como se tornar um Filho de Deus e isto é muito simples basta apenas aceitar o sacrifício de Jesus Cristo, declarar com a boca (Rm.10:10) que reconhece a obra redentora de Jesus, o recebe como Senhor e Salvador em seu coração e que Ele escreva seu nome no Livro da Vida. Parabéns você agora é um Filho de Deus e deve continuar a ser por toda sua vida, seguindo-O, amando-O, conhecendo a Ele a cada dia. Isto não é tão difícil como parece. Venha como você está Ele vai te purificar aos poucos e no futuro você alcançará a estatura de um Varão Perfeito.
Não há ninguém neste mundo que possa dizer que não tem pecado algum, e se alguém fizer tal afirmação estará chamando a Jesus de mentiroso (I Jo.1:10). Todos são pecadores e carecem da glória de Deus.
A grande obra de Jesus foi sua obediência ao Pai, Ele não falhou. E o resultado foi o maior feito de Deus aos homens, a vitória sobre a morte, sobre Satanás, sobre as trevas. Jesus ressuscitou, Aleluia!!!, venceu a morte, tornando-se o primeiro da ressurreição (At.26:23) e com isto Ele arrancou da mão de Satanás a chave da morte (I Co.15:54-56; Ap.1:17,18). Onde está ó morte a tua vitória? Jesus mesmo declarou: "Eu sou a ressurreição e a vida (Jo.11:25).
Logo após a morte de Jesus o Véu do Templo se rasgou de alto a baixo (Mt.27:51), desfazendo a o muro de separação, ou seja, interligando o lugar Santo com o Santo dos Santos (Hb.9:3), o caminho foi aberto e esse caminho é o próprio Senhor Jesus, Ele mesmo disse: "Eu sou o caminho e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim" ( Jo.14:6).

Hoje nós somos Filhos de Deus (Jo.1:12) e se filhos, somos também herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo. Para recebermos a nossa herança era necessário que o Testador primeiro morresse (Hb.9:16,17; Mt.26:28), nos deixando um Novo Testamento, uma Nova Aliança, firmada com Seu sangue, poderoso para nos purificar de todos os pecados (At.20:28; I Co.11:25; I Pe.1:19; I Jo.1:7; Ap.1:5; 7:14; 12:11).
Por isso tudo é que Satanás está muito furioso nesse período da Igreja e quer de qualquer forma barrar a atuação da Igreja. Tem intensificado sua atuação nos corações dos homens, tem muitos agentes que pregam contra a ressurreição, ensinando doutrinas de demônios, como é o caso da reencarnação que afronta diretamente a obra maravilhosa de Jesus, pois Ele ressuscitou e pelo seu sacrifício é que somos salvos e não por nossas obras (Ef.2:8; I Jo.4:1-6; II Jo.7-11; Jd.4; Ef.1:19,20).
Jesus é a expressão visível do Deus invisível (Cl.1:15), Ele é Deus ( Jo.14:9; I Jo.5:20), um de seus nomes é Deus Forte (Is.9:6).
Agora o que esperamos não é a morte, mas a vida eterna prometida por Deus. Todos os crentes em Cristo Jesus só estão aguardando a vinda de Jesus para sermos com Ele arrebatados, quer vivos ou os mortos. Primeiro os mortos depois aqueles que estiverem vivos ( Rm.8:11; I Ts.4:14; I Co.6:14; II Co.4:14. Sendo, Jesus, as primícias dos que dormem (I Co.15:20; I Pe.1:3-6).

CONCLUSÃO
Não se deixe enganar, Jesus é a ressurreição e a vida e ninguém vai ao Pai se não por Ele (Jo.11:25; Jo.14:6). Muitos enganadores estão neste mundo tentando te fazer desacreditar desta verdade recentora:
1- A Bíblia.
2- O sacrifício de Jesus.
3- A ressurreição (tanto de Jesus como a sua).
4- Que Jesus encarnou e aqui viveu como homem aqui (I Jo.4:1,2; 2:18,19; II Jo.7-11; Jd.4,18).
5- Insistem em colocar outro mediador no lugar de Jesus. (com muita sutileza).

São estes os falsos profetas que não vem de Deus, mas com certeza tem parte com o diabo. Nós, porém, temos gozo e alegria no Senhor Jesus Cristo.
O povo de Deus é o povo mais feliz da face da terra, pois tem certeza das coisas que se espera, tem fé (Hb.11:1) e sabe que tudo o que Deus falou Ele cumprirá. Com o Senhor Jesus teremos a vida eterna e pela fé já podemos desfrutar deste privilégio que nos foi concedido, dado de graça por meio do sacrifício de Jesus. Por isso todo o povo de Deus vive e anda pela fé, pois sem fé é impossível agradar a Deus (Hb.11:6).
Embora sejamos pessoas espirituais, nossos olhos espirituais estão fechados e diferente dos anjos nós não conseguimos enxergar o lado espiritual, pois se pudéssemos veríamos tanto os anjos de Deus como os demônios do diabo. Mas Deus em sua sabedoria infinita substituiu estes olhos espirituais por nossa fé, foi exatamente isso que Jesus declarou: "Bem aventurados os que não viram mas creram"(Jo.20:29). Eliseu também pede ao Senhor que abra os olhos do seu moço (II Re. 6:17) para que visse as coisas espirituais, e o interessante é que aquele moço enxergava normalmente, tanto que viu o cerco das tropas inimigas. Eliseu foi um grande servo de Deus, ele via muito além dos demais e para ele aquilo era normal, ver o que as pessoas comuns não vêem, pois tais coisas se discernem espiritualmente e pela fé (I Co.2:14), só quem tem fé alcança a visão espiritual, pois a fé são nossos olhos espirituais.
Seja você uma pessoa que agrada a Deus viva e ande pela fé, creia em Jesus Cristo, o Filho de Deus e seja um bem aventurado. Nasça para o Reino Invisível, mas Real, do único e verdadeiro Deus. Muitos precisam ver para crer como Tomé, porém os que vivem pela fé não precisam ver para crer, mas crêem por isso vêem. Muito esforço se tem feito para que as pessoas creiam e com isto desviam-se da verdade pois quem tem fé não precisa ver mas tão somente crer. Bezerros de Ouro, imagens de escultura, estátuas, pedaços de manto, objetos, relíquias e outras coisas tem sido feitas na desesperada tentativa de trazer fiéis para os templos, porém o que mais tem levado gente para o inferno são estas coisas vãs que para nada aproveitam (Sl.115:3-8; Is.44:8-19; Is.45:16,20; Jr.10:3-5).
Deixará o homem de buscar a Deus e em favor dos vivos consultará os mortos? (Is. 8:19; Dt.18:9-12), Certamente que não, pois isto é abominação ao Senhor, leia estes versículos. Os mortos nada puderam fazer por si próprios, como então farão pelos vivos? Isto é uma grande injustiça contra Deus que tanto nos ama e que se entregou para morrer por todos os homens.

DIGNO É O CORDEIRO DE DEUS

O livro de Apocalipse revela a obra do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, vejamos o capítulo 5:1-14 :
"Vi na mão direita daquele que estava sentado no trono um livro escrito por dentro e por fora, de todo selado com sete selos. Vi também um anjo forte, que proclamava em grande voz: Quem é digno de abrir o livro e de lhe desatar os selos? Ora nem no céu nem sobre a terra, nem debaixo da terra, ninguém podia abrir o livro, nem mesmo olhar para ele. Todavia um dos anciãos me disse: Não chores: eis que o Leão da Tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos. Então vi, no meio do trono e dos quatros seres viventes e entre os anciãos, de pé, um Cordeiro como tinha sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos que são os sete espíritos de Deus enviados por toda a terra. Veio, pois, e tomou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono; e, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos, e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação, e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra. Vi, e ouvi uma voz de muitos anjos ao redor do trono, dos seres viventes e dos anciãos, cujo número era de milhões de milhões e milhares de milhares, proclamando em grande voz: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor. Então ouvi que toda criatura que há no céu e sobre a terra, debaixo da terra e sobre o mar, e tudo o que neles há, estava dizendo: Àquele que está sentado no trono, e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos. E os quatros seres viventes respondiam: Amém; também os anciãos prostraram-se e adoraram.


Leia mais em: http://www.webartigos.com/artigos/plano-de-salvacao/32371/#ixzz2xjplEION