terça-feira, 25 de junho de 2013

Amor e Graça - Pt2




Amor e Graça

Qualidade ou Virtude é aquilo que expressa um bem, algo muito bom. Por exemplo a Beleza; a Verdade; a Benevolência; a Perfeição; o Amor; a Ternura; a Longanimidade [(gr. makrotumia) = tolerância que suporta injurias e aceita situações de irritação ou dor - Paciente, Grandeza de Ânimo]; a Alegria; a Fidelidade e tudo o que há de bom e bem em grau absoluto. Jesus disse: Por que me chamas bom? Não há bom, senão um só que é Deus. (Não vou entrar aqui no aspecto Jesus Homem e Deus Espírito, não é o propósito).
Deus tem essas Qualidades em Grau absoluto, ou seja, Deus é Todo Amor, é Todo Perfeito, é Todo Verdade, etc.
Aqui está o Grande Segredo, mas que não é segredo algum, porém precisa de óculos: "Sendo Deus todo Amor, logo não está nele o Punir, o Culpar, o Agredir, o Fazer Sofrer, etc. Então, por que Sofre o Homem? Por que o Homem irá para o inferno? Por que existe tanta Culpa? A Resposta possível e lógica é que o Homem escolhe seu próprio Caminho!
Vejamos:
Deus não pode ter Amor em graduações, pois se fosse assim Ele não seria Deus, pois poderia crescer em Amor. Deus não pode crescer, "Ele É", só pode crescer aquele que tem limites, ou seja, 10+5=15; Dez é um número limitado ensimesmado, portanto pode ser acrescido de qualquer número, porém, Deus É Infinito e se você acrescentar um milhão ao infinito ele continua a ser infinito. O caso é que ao infinito não dá para acrescentar nada, pois está completo. Assim, Deus é um Ser Completo em todas as Qualidades! Mas, a sua Criatura não é completa, mas possui as Qualidades Divinas em graus menores do que as de Deus, sendo assim, os homens possuem graduações de Amor, graduações de Bondade, graduações de Benignidade, graduações de Beleza, graduações de Perfeição. Por isso o ser humano é um ser inquieto e insatisfeito em si mesmo, e nada nesse mundo pode saciá-lo, e então eles buscam a completude nas riquezas, nos prazeres, no poder, etc. Porém, nunca alcançarão essa completude. Até aqui a filosofia chega, mas não consegue apresentar uma solução para esse problema, então, parte para o existencialismo, onde nessa existência aqui é que devemos fazer valer a pena, pois o homem é um ser para a Morte.
O mundo material Deus o fez e deu-o ao ser humano, para guardá-lo e multiplicarem-se, tudo estava em suas mãos . Quando este foi expulso do Éden, a coisa degringolou, pois por opção do ser humano de viver uma Vida sem Deus, isto conduziu-o ao mundo de imperfeição, de baixas Qualidades e níveis variados de Qualidades, mas essas qualidades poderiam ser aumentadas ou diminuídas. Aquele que recebe um Talento e não investe, perderá até o que tem, mas o servo fiel que usou seu Talento receberá ainda mais do que já tem (Só não deixa os Comunistas saberem disso!).
Portanto, todo o futuro do homem está em suas mãos, todas as Qualidades, todo Amor, todo Perdão, todo Bem, toda Benignidade, toda Beleza (cuidado aqui, pois Deus vê de outra forma a beleza), toda Perfeição, embora NUNCA alcancemos essas Qualidades em grau absoluto, pois não somos deuses, temos que buscá-las, mas isso implica em Morrer numa Cruz, e quem está disposto a Morrer em sua Cruz?
Isso é totalmente oposto ao que prega a Escola de Frankfurt, pois o Ódio é o grau mais ínfimo do Amor, e assim todas as outras Qualidades caem no seu Antagonismo.
Vendo Deus que o ser humano caia cada vez mais no Grau mais Ínfimo de isolamento de Deus, e portanto de Suas Qualidades, deu ao Homem Lei, para tentar dar um direcionamento a esse Homem que se seguisse essa Lei ele alcançaria Graus melhores da Qualidade Divina em si, mas não deu certo, pois o Homem continua cegamente seu caminho de Perdição. Então, o ser humano estava totalmente perdido, caiu nas mais baixas categorias de desqualificação, corrompeu a Beleza, o Amor, a Benignidade, a Bondade, o Perdão, a Multiplicidade, a Divindade, etc.
O Amor de Deus volta-se para sua Criatura novamente, confabulam: "O que faremos?" "Envia-me a mim", Deus Pai diz ao Filho: "Ele irão te matar!" "Tudo bem!"
Nasce a maior Esperança da Humanidade neste Planetinha, um simples Homem chamado Jesus, Salvador, mas para tal foi necessário que Ele se esvaziasse de Toda Sua Glória, de seus Atributos, e vestiu-se de Servo. O Ser com Todas as Qualidades em Grau Absoluto abre mão dessas Qualidades, e torna-se um Ser Limitado como qualquer um de nós, porém, com Amor em Grau quase Absoluto, pois limitou-se a um Corpo material.
A Justiça de Deus requer que os rebeldes que não aceitem o Amor de Deus, em Jesus, sejam punidos, mas não por que Deus os punirá, mas por que eles se punirão a si mesmos. Deus é Amor Absoluto, isso significa que Deus não pune, mas abre caminhos para a auto-punição. 
Pois é, a Justiça de Deus cabe a nós executá-la, "Buscai o Reino de Deus e a sua Justiça", a Igreja está enferma, e precisa se recuperar das enfermidades e contaminações que tem sofrido ao longo da história com tantos desvios da Verdade. Cabe à Igreja buscar a Justiça do Reino que é Jesus o autor e consumador de nossa Fé, o Homem natural não consegue buscar as Qualidades sem Jesus, tudo o que Satanás lhe apresenta são deformações da Alma, as Drogas, a Cachaça, a Prostituição, a Homossexualidade, o Crime contra a Vida, a Sarjeta, a Miséria, as Doenças, o Endemoninhamento, tudo coopera para a destruição daqueles que não amam a Deus, ou melhor, que não reconhecem o Amor de Deus em Jesus o Cristo.
O Agente corruptor desse Mundo, Satanás, quer jogar, a Coroa da criação de Deus, o Homem na lama, na sarjeta. Quer desfigurá-lo, descaracterizá-lo, humilha-lo, mutilá-lo. E pior quer jogar toda a culpa disso tudo no Deus Amor.
A Igreja tem que cumprir sua tarefa básica que não é Social, mas sim de difusão do Amor de Deus em Jesus o Cristo.