quarta-feira, 26 de março de 2014

A Mentira e o Mentiroso





A mentira é um artifício utilizado todos os dias por quase toda humanidade. Mas, ela é usada por vários fatores, como: medo, ganância, se safar de encrencas, não ter prejuízo, prazer, conquistas, vanglórias/soberba, inveja, ódio, mal entendimento, complexos, etc.

A mentira é contrária à verdade, mas não seu oposto, pois o oposto à verdade é a falsidade. Ela é contrária à verdade porque depõe contra a verdade. Algo pode ser verdadeiro ou falso, mas não pode ser verdadeiro ou mentiroso. Uma questão do vestibular não pode ser mentirosa, mas sim falsa. Já o homem é verdadeiro quando usa a verdade como argumento, mas é mentiroso quando usa a mentira como argumento, o que poderá lhe conferir o título de pessoa falsa. Portanto, pessoa falsa não necessariamente é mentirosa, mas sim alguém que esconde a verdade ou ilude alguém até se utilizando da verdade. Foi o que aconteceu com Eva e a Serpente no Paraíso. De nada adiantava à Serpente mentir para Eva, mas conduzi-la ao erro mesmo usando a verdade como isca. Nada do que a Serpente falou a Eva era de fato uma mentira. Pois, ambos não morreram fisicamente; os olhos deles foram abertos e viram que estavam nus; passaram a ser como Deus, sabendo o bem e o mal. Por que a Serpente não mentiu? Adão e Eva não sabiam o que era bem ou mal antes de comer do fruto da árvore proibida, portanto, eles não entenderiam a mentira, pois a mentira é algo do mal e eles só conheciam o bem, mesmo sem saber que era bem.

A verdade também pode conduzir alguém ao erro como vimos. Alias essa é a estrategia de Satanás até hoje contra o ser humano. Ele apanha uma verdade e pulveriza suas mentiras nela, tornando-a desejável aos olhos ou ao entendimento. Essa técnica está sendo utilizada por marxistas, por promotores do homossexualismo, pelo feminismo odiento, pelo racismo reverso, pela ecologia enganosa, pelos abortistas, pelos anti-filógenos, pela disseminação da perversão sexual nas escolas, pelos pedófilos, por teólogos socialistas, pelos "direitos humanos" de bandidos, etc. Tudo isso com muita sutileza e planejamento. É a interação dos seres humanos com os espíritos das trevas (demônios) dos últimos tempos.

O apóstolo Paulo em sua carta aos Romanos (3.4) diz: "Seja, sempre, Deus verdadeiro, e todo homem mentiroso... Porquê? Por que Deus jamais pode mentir, pois a mentira é a falta da verdade, portanto, sendo Deus a Verdade Absoluta, não pode haver em nele a mentira, pois isso indicaria que Deus está afastando de si mesmo, o que é totalmente impossível. Se isso fosse possível o Universo e o Mundo espiritual ficariam sem Deus.

O que é o Mentiroso? O mentiroso é aquele que habitualmente usa de mentiras no seu viver. O Mentiroso é aquele que Ama a Mentira e Comete a Mentira. Em Apocalipse (22.15) diz que: "Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, e os que se prostituem, e os assassinos, e os idólatras, e qualquer que Ama e Comete a Mentira. O simples fato de alguém dizer uma mentira não faz dele um Mentiroso, mas aquele que Ama a Mentira esse é o Mentiroso. Amar a Mentira é fazer dela uma parceira que defenda meus interesses por fama, ou poder, ou riqueza ou prazer, separadamente ou agrupados. Quem ama, ama algo ou alguém com o mais íntimo do seu coração. Assim é o amante da Mentira, ou melhor, o Mentiroso. Como disse Jesus: "O homem fala daquilo que o coração está cheio" (Lucas 6.45). Portanto, o Mentiroso é o sujeito que tem o coração cheio de mentiras. Aquilo que amamos queremos dentro do nosso coração!

Não confunda a Mentira com o Mentiroso. O Mentiroso é o sujeito que faz uso indiscriminado da Mentira. Não há um só ser humano neste planeta que nunca tenha mentido. Excluindo-se, evidentemente, Jesus.

Seja Deus Verdadeiro e todo homem Mentiroso! Como disse o Apóstolo João (I Jo.1.8-10): "Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-Lo Mentiroso, e a sua Palavra não está em nós".