segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Matrix e a "xsão"


Resultado de imagem para desenho de anjos



Tudo o que vemos, tocamos, cheiramos, comemos ou ouvimos, enfim, sentimos, formam nossa cosmovisão do que é real. Mas e o que não vemos, não tocamos, não ouvimos, não comemos e não sentimos, existem?
A Bíblia diz que sim: I Coríntios 2.9 "As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam".
Existe um mundo mais real do que nossa realidade? Ou será que nossa realidade é débil? 
Deus ao formar o ser humano o fez com cinco sentidos e mais a capacidade de aprender, de conhecer.A maioria dos animais têm os mesmos sentidos que o homem: eles ouvem, veem, cheiram, tocam e sentem o sabor dos alimentos e percebem o seu entorno, mas seu aprendizado é restrito, diminuto e quase sem uma objetividade à ele mesmo. Porém, mesmo a nossa cosmovisão é pequena e limitada àquilo que aprendemos por meio dos sentidos.
Suponha que nós tivéssemos mais um sentido o de "ver o invisível", isso mudaria imensamente nossa cosmovisão e ampliaria nossa compreensão; já não seria possível crer na reencarnação devido ao fato de sabermos que as almas quando partem vão a um lugar próprio a elas; teríamos visões de anjos ao nosso redor, bem como de demônios e seus intentos. Mas, isso nos limitaria também, pois não teríamos mais a liberdade de não crer. A Fé estaria totalmente comprometida, pois como ter fé naquilo que vejo com meus "xsão do invisível"? Esse sexto sentido "xsão" de fato só poderemos experimentá-lo no pós-morte. A pergunta é: e os outros cinco sentidos depois da morte como ficam? O ouvido, a língua, o nariz, as mãos e os olhos vão perecer, vão apodrecer. Mas, sendo Deus Todo-Bom, Onibenevolente, reservou o melhor para fora do mundo material. Continuaremos ouvindo, vendo, tocando, sentindo e até mesmo comendo, mas nossa percepção será tremendamente melhorada.  
Partindo da perspectiva bíblica, de fato há um Deus e um Reino Espiritual. Discordo, porém, da hipótese de que não o conhecemos. Existe a possibilidade humana de ter contato com esse Mundo Espiritual, com esse Reino e são experiências ultra-maravilhosas.
Mas, isso não significa que de fato conhecemos esse Mundo Espiritual, pois como diz o versículo - "jamais subiram ao coração do homem", então, nossas experiências espirituais são apenas imagens distorcidas, desfocadas e turvas de um Reino que é um total mistério aos nossos sentidos. Vemos como que por um espelho, então, o veremos face-a-face. I Coríntios 13.12.
Isso deveria gerar em nós um expectativa maravilhosa e não temor como muitos se deixam impactar por falta de fé e de "xsão". 
Resultado de imagem para desenho de matrix

sábado, 28 de novembro de 2015

O Tempo, o Presente e o Agora

Resultado de imagem para desenho de Ipê amarelo

Como sabemos o Presente é um Agora que se renova a cada momento. Tempo passa para qualquer pessoa e até para os animais, mas apenas o ser humano tem (auto) consciência do envelhecimento.

Presença tem muito a ver com estar junto do ente, pre+ense= ente+junto. Portanto, presença está relacionado com o ente (ser) no Agora.

O Presente é o Agora que se renova a cada micro-instante. Até aí nada de novo, mas você já se deu conta de que você nem sempre está presente no presente? 
A consciência do ambiente em que você está nesse exato momento está além dos seus pensamentos ou está junto de você: Olhe à sua volta! O que vê? Sinta-se no ambiente! Esse é o teu presente junto ao ente.
Certa vez fiquei observando as pessoas que passavam por debaixo de um Ipê amarelo todo florido e quantas delas olhavam ou de fato apreciavam tão admirável Beleza. Para ser honesto, nenhuma! Repito: nenhuma olhou para a beleza daquela linda árvore. Me perguntei: o que cegou aquelas pessoas? Onde estavam naquele momento impar?


Raramente estamos presentes em nosso presente!

Seus pensamentos e preocupações as absorveram de tal modo que já não conseguiam se localizar em seu espaço e ambiente.

Não importa onde você está, olhe à sua volta e enxergue seu entorno. Veja a beleza do Agora, pois ele se vai e já não será "presente", mas passado que você deixou de ver.

Ame aquele ou o quê está ao seu redor. Viva!

domingo, 15 de novembro de 2015

A Lógica Cristã


Resultado de imagem para desenho do princípio da criação do mundo

No princípio Criou Deus...

"No princípio era o 'Logos' e o 'Logos' estava com Deus, e o 'Logos' era Deus". O 'Logos' estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por 'Logos', e sem o 'Logos' nada do que foi feito se fez".
Intencionalmente troquei a palavra 'Verbo' por 'Logos'.
Logos significa Palavra, Verbo, mas também pode ter o significado de 'Lógica', pois é de onde origina-se.
O apóstolo João nesse texto¹ está falando de Jesus Cristo evidentemente, e isso é fantástico, pois revela que "toda Fé Cristã" está envolta em Lógica, e, por isso, a Fé Cristã não é e nunca foi uma Fé cega, mas uma Fé alicerçada na Rocha.
Jesus é a Lógica de Deus!
Todas as religiões perdem significado diante da Lógica divina, e acabam por cair em uma imensa gama de mitos.
A Fé Cristã não tem por base uma mitologia, uma crendice ou contos infantis e estórias hipotéticas, mas sim uma base firme que é a Bíblia com Palavra de Deus. Palavra essa revelada à humanidade por homens santos em um período de aproximadamente 1600 anos e que muitos nem mesmo se conheceram. A pergunta que você deve se fazer é: "Se Deus quisesse se revelar à humanidade como o faria?", mas você tem que levar em conta que Deus é santo em grau absoluto e os homens são pecadores, portanto, Teofania (manifestação de Deus) está fora de cogitação, pois o ser humano diante de tanta glória morreria imediatamente. Por meio da natureza Deus já se manifesta, mas os homens são pecadores e tentam justificar as belezas universais com a casualidade e uma suposta macro evolução. Portanto, só resta a Deus manifestar-se por meio de Palavras que perdurem à todas as gerações, a isto chamamos Bíblia.
Como destruir a Fé Cristã? Fé é essa alicerçada nas Escrituras divinamente reveladas. Mutilando a Lógica! Mutilando a Fonte da Lógica, mutilando o Logos: Jesus. É isso o que se vê nos dias atuais: mutilação à Bíblia e ao Jesus histórico e bíblico. Em não conseguindo, então, introduz-se heresias dissimuladas das mais diversas, como uma enxurrada ou tsunami.
Não se esqueça que existe um exército espiritual da maldade nas regiões celestiais, e milhões de agentes humanos com o mesmo intento na Terra.

[1] Evangelho de João 1.1-3

terça-feira, 3 de novembro de 2015

O Anel de Giges


Resultado de imagem para desenho do anel de giges

Platão conta um caso interessante em "A República" de certo homem chamado Giges.

Giges andava por um campo e avistou uma grande vala. Curioso olhou para dentro do grande buraco e avistou lá no fundo um homem caído. Notou que ele tinha em seu dedo um anel, e o tomou para si. Movido por sua curiosidade notou que ao mover o anel algo muito estranho ocorria e ele se tornava invisível. Com essa invisibilidade ele agora encontrava uma proteção para fazer aquilo que não podia fazer na vida cotidiana, tendo em vista que seria facilmente reconhecido. Encoberta sua debilidade moral, agora ele podia fazer coisas que gostaria de fazer, mas não podia. Agora ele podia entrar no quarto de um casal e ver o que ali se passava, podia ouvir fofocas sem ser reconhecido, podia escutar homens de negócio tramando suas estratégias, podia ver mulheres lindas nuas no banho, etc.
Em posse do anel ele seduziu a rainha, tramou a morte do rei e tomou o poder para si.
A pergunta é: "O que você faria se pudesse ser invisível?"
Os tarados iriam se aproveitar das mulheres; os ladrões, roubar bancos; os políticos ouviriam tramas por baixo dos panos e usariam como moeda de troca; os parasitas políticos, dominariam ainda mais o país; os religiosos, se fariam de adivinhos para conquistar poder; os bandidos ganhariam posições estratégicas e muito dinheiro; os gananciosos, obteriam privilégios para investir. Mas, e os cristãos, o que fariam? 
Nosso caráter não pode ser movido ou mudado pelo poder que temos. Muitos poderosos conseguiram o anel de Giges e só demonstraram o que fato eram por debaixo da máscara. Hitler obteve esse anel, por um pouco de tempo, e o que ele fez? A esquerda no mundo todo busca desesperadamente por esse anel com o intento de ganhar o poder e jamais sair de lá.
Deus em sua infinita sabedoria "não dá poder aos homens" sem que seu caráter seja profundamente provado, como aconteceu com Abraão, com Moisés, com Sansão e com o próprio Jesus.
Se alguém, sem caráter, se diz poderoso, tenha certeza que ele é um usurpador!

O Sono


Resultado de imagem para dese nhos depessoa dormindo

"O sono é um desperdício de tempo criminoso e uma herança dos tempos da Caverna" Thomas Alva Edson
Me perdoe o grande Thomas Edson, mas penso justamente o contrário a isso; o sono é um tempo precioso que temos que saber usá-lo como uma criança que sempre espera o encontro com o desconhecido, com o ameaçador e com o festivo e alegre também.
O sono é um tempo pensado por Deus e tudo o que fizemos ou até que faremos ali se passa. Veja o caso do rei Nabucodonosor que perdeu o sono, pois sonhou com algo perturbador, mas que ele mesmo não se lembrava do que havia sonhado, e requereu que os magos e sábios do palácio lhe dessem o sonho e a respectiva interpretação do mesmo. Mas, nenhum dos sábios puderam dar-lhe tanto o sonho como a interpretação. Daniel contado entre o sábios que deveriam ser mortos, mandou dizer ao rei que lhe daria a interpretação de seu sonho.
Daniel e seus três amigos de fé buscaram a Deus e pediram o sonho e a interpretação, e Deus assim o fez.
Podemos ver claramente nessa passagem que Deus conhece os sonhos de cada pessoa, e muito mais, conhece o significado de cada sonho que temos.
Portanto, existe interesse no Céu por aquilo que sonhamos e além disso, existe uma comunicação de Deus a nós por meio dos sonhos e da mesma forma de nós a Deus!
Sonhe! O sono e o sonho é projeto de Deus!
Um bom sonho pra você e um alegre despertar!

O Tronco e o Tempo


Resultado de imagem para dese nhos de tronco de madeira

No meio da selva Amazônica um tronco de uma árvore caído no recôndito de uma mata fechada, pode nos fornecer aspectos sobre o Tempo.

Sobre esse tronco virão cupins, formigas, besouros, e possivelmente outros animais; virão também chuvas, sol, umidade constante do ar, e tudo isso provocará a deterioração desse pedaço de madeira.
Duas coisas são necessárias para que isso aconteça: Matéria e Tempo.
Isso no leva a meditar sobre Existência e Inexistência. Início e Fim. Aparecimento e Desaparecimento. Vida e Morte.

Primeiramente, parece que houve uma preocupação, um projeto, para que o tronco não perpetuasse, seja por meio do Tempo, do Clima ou de agentes biodegradáveis como o cupim.

Em segundo lugar, constatamos que a matéria é vulnerável, mutável e finita.

Em contraposição à matéria tem que haver a imatéria. O imaterial é tão real quanto o material. A materialidade é frágil e dá ao mundo material um caráter de superficial, contingente e mutante.
Mas, a pergunta é: O Mundo Material tem algum sentido? Creem alguns teólogos liberais que o Mundo não faz sentido algum. Será?

A Fragilidade do Mundo Material deixa transparecer que há um Mundo Imaterial não frágil, imutável e infinito.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Você é um Livro

O último capítuloIniciamos a leitura de um livro, mas de repente somos tomados por uma curiosidade imensa de saber como será o final do livro. O que suas últimas páginas nos revelam.
Resultado de imagem para desenhos de livros
O último capítulo

Iniciamos a leitura de um livro, mas de repente somos tomados por uma curiosidade imensa em saber como será o final do livro. O que suas últimas páginas nos revelariam. Existe em nós uma enorme curiosidade para saber o fim da história.
O apóstolo Paulo diz em II Coríntios (3.2) que nós somos uma carta conhecida e lida por todos os homens.
Nossa curiosidade acaba quando passamos a nos ver como um livro, não gostaríamos que ninguém lesse algumas páginas e muito menos que fossem diretamente para o último capítulo!

O pior é que alguns pensando que seu livro tem oitenta anos de páginas acabam deixando um livro incompleto e ininteligível devido aos adiamentos.

Outros correm tanto, numa leitura dinâmica, que mal observam os detalhes significativos de uma vida.
Não faça de seu livro um resumo literário ou uma simples resenha, mas escreva cada linha e cada palavra com vívida experiência e com amor a cada ponto, exclamação e interrogação. Respostas quase não as temos, porém, jamais escreva uma só linha que não se paute pela verdade.
Não apresse o fim da história, mesmo que muitas lágrimas embacem seus olhos, que a dor o faça rabiscar, o Alzheimer o faça esquecer ou o Parkinson façam suas mão tremer. As linhas em branco serão lidas por aquele que tudo sabe.
Deus será o melhor leitor de seu livro! (Ap.20.12)

domingo, 18 de outubro de 2015

Perigo! Sua Alma está em segurança?

Resultado de imagem para desenho de alma

Alma em Perigo!

Vivemos em um mundo muito inseguro. As pessoas não saem de suas casas sem sentirem certo receio, devido aos noticiários televisivos que a todo tempo fala sobre violência de cada dia.
Mesmo no aconchego de sua casa a pessoa não se sente tranquila, pois ouvimos ou vemos casas que são literalmente invadidas por pessoas extremamente perversas.
O problema maior, porém, não está no fato de termos insegurança em casa ou fora de casa, mas sim no pós-morte, pois um dia morreremos, e como ninguém sabe o que de fato há do outro lado, existe uma expectativa de inferno, de tortura, de sofrimento. Mas, observando os acontecimentos históricos, encontramos uma figura fantástica que nos promete a vida eterna, que promete a salvação de nossas almas imortais.
Por que alguém necessita ser salvo? Alguém precisa ser salvo por estar em um lugar de perigo. Se uma pessoa está em segurança, evidentemente, ela não precisa ser resgatada, ser salva!
Aqueles que já morreram, não precisam ser salvos, pois partiram para onde lhes é de direito, a escolha já foi feita. Não há mais nada a ser feito.
Só aquele que está vivo tem que se preocupar com a segurança pós-morte. Ou fazemos certo ou corremos risco de cair em extrema dificuldade depois de nossa morte, a qual é certa para todos os seres humanos.
Porém, o que ocorre é que as pessoas se distraem com as agruras da vida, com os entretenimentos, com os sonhos, com as loucuras, com os prazeres. Assim, acabam deixando passar a vida sem reconhecer o principal objetivo de sua vida, que é a busca pela Verdade! Mas, não qualquer verdade, mas a verdade que salva! Nada adianta alguém falar ao desesperado que se encontra em cima de um edifício em fogo para ele pular na esteira sendo que isso é uma mentira, pois a esteira está rasgada. Até o mais radical relativista gostaria de contar com a Verdade Absoluta nesse momento!
A Verdade Salvadora daquilo que virá no pós-morte foi e é uma preocupação de Deus, pois Deus só pode executar a salvação de quem disser a Ele: “Eu preciso de um Salvador!”
O Salvador já foi providenciado por Deus, mas os seres humanos estão encantados com os prazeres e sonhos da vida.
A única e verdadeira função da Igreja hoje é “Pregar o Evangelho”, mas aí vem a astúcia humana pela ganância e prega o Dinheiro, um deus chamado Mamom (Lucas 16.13), e faz perder todo um projeto divino por estrem encantados com seu deus material, com seu deus do prazer, com seu deus dos sonhos.
Paulo diz enfaticamente: “Não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê”. (Romanos 1.16). 
Toda humanidade está em grande perigo, está à beira de um abismo, está enferma, portanto, toda humanidade está precisando urgentemente de um Salvador: Jesus!

Jesus não poderia morrer!


Resultado de imagem para desenho da Cruz

Passa de mim esse cálice
O evangelista Mateus relata (26.39-42) a luta de Jesus com a aproximação da hora de seu Sacrifício na Cruz, e sua vontade de não passar por aquela hora tão difícil, mas o que de fato importa é fazer a Vontade do Pai.
A questão maior aqui ao meu ver não é se Jesus queria ou não morrer, mas aquilo que Ele estava prestes a experimentar: Jesus nunca pecou! Mas, no momento da Crucificação todos os pecados de toda humanidade iria cair sobre Ele! Tente imaginar alguém sem um pecado sequer, receber todos os pecados imundos sobre Si?
Quando Jesus clama ao Pai para que esse Cálice fosse afastado dele, não foi com receio da morte; mesmo porque a morte nunca poderia ter qualquer domínio sobre Jesus tendo em vista que a morte é o salário do pecado e Jesus nunca pecou; mas foi com o absoluto desconhecido dele: o pecado. Sua dor maior não foi a coroa de espinhos, ou os pregos em suas mãos e pés, mas a dor em sua Alma que foi a mais pura que já existiu em um ser humano.
Jesus jamais poderia morrer, pois o salário do pecado é a morte, mas Jesus nunca pecou.
Isso é fundamental na Ressurreição! 
Deus ao Ressuscitar Jesus; que se fez pecador, pois estava impregnado com os pecados de toda humanidade que recaiu sobre Ele e só assim pode morrer; passou esse direito a todos os "filhos de Deus", logo, a Ressurreição agora é para todos aqueles que se tornarem Filhos de Deus. Com uma única condição: crer em sua obra salvífica, sua morte e ressurreição.
Entenda isso pelo amor de Deus! Deus ressuscitou Jesus que se fez pecador por amor, logo todo filho de Deus ganhou o mesmo direito, pois esses filhos também são pecadores, mas creem na justiça divina!
Jesus Ressuscitou! Você, também é filho e ressuscitará! Aleluia!

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Teofânia - Manifestação de Deus


Resultado de imagem para desenho de teofânia


Teofânia

Epifânia não deve ser confundida com Teofânia. Epifania significa aparição, manifestação e vem do grego “epiphanéia.” Teofânia significa a aparição ou manifestação de Deus.

Deus se manifestou como fogo a Moisés na sarça ardente que não consumia a planta. Mas, observe que essa foi uma manifestação de um ato divino e não de sua pessoa.

As pessoas comumente perguntam "Por que Deus não se manifesta e acaba com todo o sofrimento no mundo?". Deus não acaba com o sofrimento por um simples motivo, o sofrimento é exclusividade do ser humano, logo, acabar com o sofrimento é preciso acabar com o sofrível, com o que sofre, pois de certa forma ele é protagonista de seu próprio sofrimento. Acabar com o sofrimento exige acabar com o maldoso, assim, o trigo seria arrancado junto com o joio. Os animais não têm consciência de sofrimento. Mas, isso é matéria de estudo da Teodiceia. A nossa discussão é a Teofânia.

Deus pode ou não pode se manifestar ao ser humano?

Evidentemente Deus "não pode" aparecer pessoalmente a uma pessoa sem algum propósito. Se Deus aparecer a você, você não terá mais livre-arbítrio!

Aquele que vê Deus ou tem que morrer ou perde sua liberdade de Fé. Como posso NÃO crer naquele que vi? Logo, a pessoa ao ver Deus está obrigada a crer! Assim, não terá nunca mais a liberdade de escolha entre ter Fé ou ser um ateu.

Deus ao dar o Livre-Arbítrio ao ser humano não "pode" se manifestar a ele! Por isso Deus se esconde do homem e deixa a seu próprio juízo crer ou descrer.

Vez por outra Deus quebra essa regra e faz alguns milagres e obras sobrenaturais, mas tão somente por questão de Fé.

Que fé terei se eu ver Deus pessoalmente?

Já a manifestação de Satanás terá algum limite? Creio que sim,pois incorreria no mesmo ensejo, ou seja, se Satanás se manifestar a uma pessoa, ela tem duas alternativas: Obrigatoriedade de crer em Deus ou no mínimo obrigatoriedade de crer em Satanás. Mas, se Satanás existe é conclusivo que Deus existe.

A verdade é que existe um propósito de Deus para a atual situação em que nos encontramos. Sem sofrimento o homem não teria o menor interesse em buscar a Deus. Vá a um hospital e constate a veracidade desse fato! Vá a uma festa e constate a veracidade do oposto a isso!

"O coração dos sábios está na casa do luto, mas o coração dos tolos, na casa da alegria" Eclesiastes 7.4  


Intolerância Religiosa Verdadeira


Resultado de imagem para desenhos por que no te calhas


Intolerância
Chamam-nos, os teólogos liberais, de intolerantes religiosos, e, vez por outra, nos associam aos terroristas islâmicos.
Erros grosseiros são cometidos nesse sentimento e pensamento, o mais cruel deles é se dizerem e se passarem por "Cristãos" quando não o são. Um cristão verdadeiro tem amor por seus irmãos, mas estes vivem nos agredindo e desclassificando em todas as mídias a que têm acesso, e, portanto, são intolerantes a nós!
O que é Tolerância?
Tolerância é um termo que vem do latim "tolerare" que significa "suportar", "aceitar" o outro.
Isso pressupõe três pontos fundamentais segundo o professor Clóvis de Barros Filho:
1 - A existência do outro.
2 - A manifestação do outro.
3 - E que haja discordância.
Pois bem, se cristãos pentecostais são intolerantes eles devem se enquadrar em todos esses requisitos básicos.
Portanto, os pentecostais discordam das demais religiões, as outras religiões se manifestam e finalmente há nitidamente grandes discordâncias entre nosso modo de entender Deus.
Mas, e os Tradicionais ou Liberais, para eles não existe o outro? Para eles o outro não se manifesta? Para eles o outro não discorda dele?
A verdade é que eles foram induzidos a um ódio pelos pentecostais que nem sequer sabem do coração de quem isso proveio.
Sei da existência do outro, sei que o outro se manifesta e sei que há grandes discordâncias entre nós. Mas, isso não faz deles meus inimigos, mas pessoas carentes do amor de Deus, e de terem entendimento do Evangelho Verdadeiro de Jesus.
A pergunta é: "o coração de quem se agrada com essa intolerância contra os pentecostais?" e "De onde provém essa hostilidade contra os pentecostais?".
O Calvinismo é um absurdo teológico que leva a essas discrepâncias e erros interpretativos, de onde provem os mais devastadores desafetos e ódios contra o povo de Deus.
Odeiem-nos! Mas, saibam que isso não vem de Deus! Deus é amor!

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Deus não mente jamais


Resultado de imagem para desenho de Lula mentiroso



Deus não pode mentir em hipótese alguma!

Por que Deus não pode mentir? Números 23.19; Hb.6.18 e Tt.1.2
Sendo Deus Onipotente, então, por que não pode mentir, se Ele tudo pode?
Um simples fato responde essa pergunta: A Mentira é um mal, e Deus não pode, em absoluto, ter qualquer resquício de mal em si. Pois, se Deus tivesse uma só pitadinha de mal em si, Ele não poderia ser Deus!
No mundo material as coisas podem mudar, na eternidade nada muda, tudo é como é para sempre. Assim, podemos entender que Deus pode mudar as coisas no Tempo, mas na Eternidade Ele não pode mudar nada, pois tudo tem caráter eterno. Deus por ser Eterno, então, obrigatoriamente Ele tem que ser Onibenevolente - Totalmente e Sempre!
Deus tem que ser o Bem Absoluto, mas não só no Bem, mas em toda e qualquer Virtude.
Creia, Deus é Bom. Como Jesus disse: "Por que me chamas bom? Ninguém há bom, senão um, que é Deus". Lucas 18.19

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Obrigado Senhor!

Resultado de imagem para desenho de agradecimento



Grato ou Obrigado

Obrigado tem sua origem no latim 'obligatus' do verbo 'obligare'. Obligare está mais para amarrar, atrelar. Portanto, ao dizer obrigado a alguém estou dizendo a ela que me obrigo a retribuir-lhe o favor a mim feito, estou amarrado a isso.
Grato também originária do latim 'gratia' derivado de 'gratus' está ligada a favor pelo qual não posso pagar, pois se tivesse que pagar não seria graça, mas obrigação.
Quando agradeço a Deus por algo recebido não posso dizer "Obrigado Senhor", pois jamais conseguirei pagá-lo! Portanto, meu dizer e gratidão a Deus deve ser "Agradeço-te Senhor" ou "Sou grato Senhor" ou "Estou agradecido a Ti Senhor" e um bem utilizado é "Graças te dou Senhor".
Porém, em graças te dou, também há um pequeno probleminha: "podemos dar a Deus alguma Graça?".
Alguns, intencionalmente ou não, preferem dizer: "Obrigado você", ou seja você está obrigado não eu! Verdade é que não sabem exatamente o significado do que está dizendo.
Porém, se um dia se esquecer disso, não tem problema, pois Deus sabe de nossas limitações idiomáticas e cognitivas.

Teofania




Teofania
Teofania tem origem em duas palavras gregas Theo e Phainein e significam respectivamente Deus e manifestação ou aparição. Portanto, Teofânia significa aparição divina.

Muitas pessoas perguntam o porquê de Deus não se manifestar às pessoas e assim evitar tantos males no mundo. A resposta a essa pergunta não é tão simples, mas existem motivos conhecidos e desconhecidos por nós. Por exemplo "os planos de Deus"; "o propósito divino", etc.
Por que não pode se manifestar? Deus "não pode" aparecer pessoalmente a uma pessoa sem que haja algum propósito. Se Deus aparecer a você, você perderá seu livre-arbítrio!
Pois, àquele que vê Deus tem duas possibilidades: Morrer ou Perder o Livre-Arbítrio.

Morrer, pois a glória divina é insuportável ao ser humano; e não poderia continuar vivendo, pois o propósito de sua vida acabou.

Perder sua liberdade de Fé. Como alguém NÃO crerá naquele que viu? Logo, a pessoa ao ver Deus está obrigada a crer! Assim, não terá nunca mais a liberdade de escolha entre ter Fé ou ser um ateu.

Deus ao dar o Livre-Arbítrio ao ser humano não "pode" se manifestar a ele! Por isso, Deus se esconde do homem e deixa a seu próprio juízo crer ou descrer. Vez por outra Deus quebra essa regra e faz alguns milagres e obras sobrenaturais, mas tão somente por razão de Fé

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Por que cristãos morrem?




A Morte do Cristão

Jesus pagou pelos pecados de toda humanidade, para todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Sendo, pois, o salário do pecado a Morte, então, por que os Cristãos mesmo assim ainda morrem?
Esse questionamento é um erro interpretativo, pois Jesus nunca prometeu a ninguém a imortalidade do corpo físico! Mas, sim a Ressurreição.
Qual é a morte que todos os seres humanos já experimentam mesmo antes de nascer? Não é a morte física, mas sim a morte espiritual! Todo ser humano nasce na condição de morto espiritual, pois Deus da ao homem livre decisão de adorá-lo, amá-lo e compreendê-lo. A humanidade é livre de Deus! Assim, Ele deixou o homem livre.
Deus, também, colocou no ser humano uma sede por uma água indisponível, isto é, uma inquietação, uma fome pelo mistério, uma inquietude espiritual, para que este se interessasse pelo espiritual ou não. Caso se interesse, então, irá buscar, Deus, de todo coração. Deus disse: "E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.(Jeremias 29.13) 
Toda pessoa está morta espiritualmente, mas não sabem. Jesus falou: "Deixe os mortos o enterrar seus mortos". Aqui claramente há uma indicação clara de que Jesus está falando de dois tipos de morte: 1 - a morte física de alguém. 2 - a morte espiritual daqueles que fisicamente ainda estavam vivos.
O Salário do pecado é a morte, mas qual morte? Morte espiritual! Morte para com Deus. O pecado nos separa de Deus, portanto, é uma morte espiritual, pois Deus é Espírito.
Mas, e a morte física? Bem, essa morte já existia antes do pecado humano. Por isso, foi dito e tirada a Árvore da Vida, ou melhor, colocado um querubim para proteger o caminho à Árvore da Vida, e o Homem expulso do Éden, para que não mais comesse e vivesse eternamente (Gn.3.22). Portanto, a Árvore da Vida era um antídoto à morte. Portanto, a morte física já existia!
O problema é a morte espiritual. Mas, não do espírito, pois o espírito é de Deus e volta para Deus que o deu (Ec.12.7). O problema é a Alma, que é você! Essa, é que está separada de Deus, e, se assim morrer fisicamente, passará para a eternidade como se encontra, separada de Deus que é a Vida.
Jesus disse: "Quem de mim se alimenta, por mim viverá". Eis aí de volta a Árvore da Vida! Jesus!
Se alimente da Videira Verdadeira! Jesus!