quinta-feira, 27 de junho de 2013

Graus de Perfeição - Pt.1


Os garus de perfeição dos entes de Platão depois aperfeiçoado por Aristóteles e bem mais tarde por Tomaz de Aquino é de uma beleza quase poética.
Trata do grau de Qualidade que as coisas possuem, como uma escada em que cada degrau apresenta uma qualidade específica: como os flocos de neve no qual há três eixos de cristalização formando um hexágono que ao cair se depara com alguma partícula no ar que juntamente com ele dará uma forma totalmente diferenciada, e por isso embora existente em quantidade abundante com mais de trilhões na natureza contudo não há dois iguais; como as digitais humanas que existe em cerca de sete bilhões de pessoas no mundo, mas não há duas iguais; o canto de um galo; os diamantes; como os perfumes das flores; tudo isso e mais Deus criou com exclusividade e não se repetem na natureza, mas o mais notável é que não há e nunca haverá dois seres iguais a você. Você é único não existe ninguém com as suas características.
Embora seja assim, os homens não estão contentes e querem fazer da humanidade todos iguais, todos com o mesmo valor,e assim desprezam a vontade divina e se empreitam numa jornada revolucionária só para contrariar, querendo dizer com isso que podem fazer melhor do que Deus.
Quando digo que Lolita é mais bela do que Rute, aqui estão três elementos:
1 - Lolita; 2 - Rute; 3 - Beleza
Logo, a beleza existe e em graus variados.
Quando eu digo que João é mais bondoso do que Tião, aqui temos três elementos:
1 - João; 2 - Tião; 3 - Bondade
Logo, a bondade existe e em graus variados.
E assim por diante.
Toda a comparação entre qualidades ( a de João e de Tião) supõe a existência da qualidade em si mesma. Por exemplo se Lucas é mais justo do que Paulo, logo, posso concluir que existe a Justiça.
Pois bem, concluímos então que existe a Justiça, a Bondade, a Beleza, o Amor, etc.
Deus é a plenitude de todas as Qualidades, ou seja, Deus é Justo, Deus é Bom, Deus é Belo, Deus é Amor, Deus é o Bem absoluto. Ou seja, Deus é toda e qualquer Qualidade em Grau Absoluto.
Deus poderia dar essas qualidades em grau absoluto às criaturas? Não! Pois, o ser criado é finito, logo, existe limites para o ser humano em receber essas qualidades, uns recebem mais, outros recebem menos, uns recebem mais desta do que daquela qualidade. Portanto, cada ser tem a capacidade de receber uma qualidade até certo grau e conforme seu limite.
Portanto, em todo o Universo criado por Deus há uma graduação de qualidade.
O Universo tem essas qualidades espalhadas, portanto, o Universo é uma foto de Deus.
No Universo veem-se: Imagem, Semelhança e Vestígios de Deus.
Imagem no aspecto Inteligência, Vontade e Emoção. ( Emoção dá muito o que falar, então não vou discorrer sobre isso).
Semelhança no aspecto da Santidade Divina, caso o ser busque a santificação, pois ser semelhante a Deus só é possível em santidade. A santidade dos homens é a vida de Deus neles, assim como nos anjos.
Vestígios de Deus podemos encontrar nos animais, nos vegetais e nos minerais, no Cosmo.
O Universo é uma escada de Virtudes, de Qualidades onde cada degrau alcançado nos encanta e nos remete ao próximo degrau, mas o grande perigo é ficar estagnado no degrau que se alcançou e ali se sentir um deus, isso é idolatria à criatura.
Sabedoria Absoluta só há em Deus, se nós nos dissermos Sábios estamos tentando ser Deus, nós só podemos chegar perto da Sabedoria sendo Amigos dela, ou seja Filo da Sofia, Filosofia. 
Sou um amigo de Deus!