quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

A Hiper-realidade



Existe um mundo hiper-real que nem sequer imaginamos. Estamos para esse mundo do além como um cego tentando assistir uma partida de futebol no Estádio. Ouve-se alguma coisa, gritos de alegria, aquele "oh!" de decepção, mas nunca terá a possibilidade de ver o drible do jogador.

Aquilo que vemos, tocamos, cheiramos, comemos ou ouvimos, enfim: sentimos, formam nossa cosmovisão do que é real. Mas e o que não vemos, não tocamos, não ouvimos, não comemos e não sentimos, existem?

A Bíblia diz que sim: I Coríntios 2.9 "As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam".

Existe um mundo mais real do que nossa realidade? Partindo da perspectiva bíblica, sim, de fato há um Deus e um Reino Espiritual, mais real do que nossa realidade material. Discordo, porém, da hipótese de que não o conhecemos. Existe a possibilidade humana de ter contato com esse Mundo Espiritual, e são experiências ultra-maravilhosas para aqueles que já a tiveram. 

Sempre gostei muito de orar nos montes e buscar a presença de Deus. Foi numa dessas idas que vivi não uma mas algumas experiências pessoais com Deus. Em uma delas, depois de quase duas horas de oração, pude ver com meus olhos um rastro de um anjo que passou nos arredores de onde estávamos. Muito lindo. A outra experiência que vale a pena contar foi quando fomos orar com as três turmas do Instituto Teológico Quadrangular próximo à Mogi das Cruzes. Quando lá chegamos percebemos que iria chover, então, nos reunimos em círculo com todos os alunos presentes e iniciamos a oração, quando de repente começou uma grande tempestade. Foi então que o milagre aconteceu: chovia muito ao nosso redor, mas em nosso círculo não caia nem uma gota de água. Glória a Deus!

Mas, isso não significa que de fato conhecemos literalmente esse Mundo Espiritual, pois como diz o versículo - "jamais subiram ao coração do homem", então, nossas experiências espirituais são apenas imagens distorcidas, desfocadas e turvas de um Reino que é um total mistério aos nossos sentidos.

O apóstolo Paulo teve uma experiência tremendamente maravilhosa com esse mundo hiper-real e disse que ao homem sequer é digno mencionar o que ele viu com seus olhos II Coríntios 12.1-4.

Hoje vemos como que por um espelho, mas, então o veremos face-a-face. 

I Coríntios 13.12

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Deus e o Ditador


Resultado de imagem para desenho de marceneiro

Deus não é ditador
O ditador é uma pessoa que acredita piamente ser superior à todas as demais pessoas (não sendo), e assim pode impor a elas seu modo de vida e suas regras. O controle de tudo está em suas mãos, como as leis, os legisladores, a força policial e militar. A justiça é aquilo que ele pensa em termos de domínio e qualquer um que se levantar contra ele deve ser severamente punido ou morto. Na ditadura o poder é fixado em apenas uma ordem: O Ditador.
Segundo alguns, Deus se enquadra dentro dessas características ditatoriais, pois determina tudo como deve ser e acontecer.
Não! Deus não é assim. Deus é Amor.
Imagina se Deus assim fosse Ele quereria a perfeição em todos os atos humanos. Logo, todas as nossas atitudes deveriam passar pela aprovação de Deus e assim todos alcançariam a perfeição. Não nos esqueçamos que só Deus é Perfeito em grau Absoluto!
Se Deus fosse um ditador, nós não teríamos liberdade de decisão, não teríamos livre-arbítrio e esse deus estaria mais para um deus muçulmano do que para o Deus cristão.
Um marceneiro ao talhar com seu formão uma cadeira, debaixo das ordens de Deus, para que ela fosse perfeita, faria do marceneiro não um ser humano livre, mas apenas um instrumento semelhante ao formão.
Graças a Deus somos livres por todas as nossas escolhas.
Um mundo Imperfeito, mas com liberdade de escolhas. Poderia ser um mundo Perfeito, mas sem possibilidades de escolhas e erros. Os pecadores fazem suas escolhas e por errarem tornam o mundo imperfeito.
Esse mesmo marceneiro talvez tenha entalhado a Cruz onde o único e verdadeiro Deus foi duramente crucificado. Como pode esse Deus ser um Ditador?
O Amor de Deus faz com que Deus recue, se esvazie, para que nós possamos acertar e errar.
O Determinismo é um lixo que depõe contra o Amor de Deus e toda liberdade do ser humano.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

A Fé e a Lógica


Resultado de imagem para desenho de Bíblias

O escritor aos Hebreus (11.1) diz que a Fé é a Certeza (ou firme fundamento) das coisas que se esperam. 

O que isso significa? Significa que a Fé tem fundamento, ou seja, a Fé é uma certeza.

Mas, como posso ter certeza sem conhecimento? A Fé requer Conhecimento! Daí a importância dos mestres e evangelistas, são eles que vão à frente da batalha com lanternas e espadas às mãos, combatendo cegueiras, domínios (kosmocrator do gr. Kosmo e Krator - Mundo e Governo), e dando a cara-a-tapa.

A Fé sem Conhecimento, na verdade, é uma crendice, uma ilusão, uma religiosidade. Em virtude desse fato é que existem muitos enganados. E todo enganador é um enganado, mas nem todo enganado é um enganador!

A Fé que requer Conhecimento também exige que esse conhecimento esteja alicerçado na Verdade, caso contrário também encaminharia seus prosélitos à religiosidade e à superstição. Assim, os entregaria aos kosmokrators (dominadores).

O Conhecimento espiritual é adquirido ao longo de estudos dos textos bíblicos.

Podemos ver que Fé sem Conhecimento é apenas uma crença e não Fé de Fato, por que a Fé tem que estar fundamentada em conhecimentos Verdadeiros e Justificados. Por isso Jesus é o Logos, e se cremos em Jesus tenho o dever cristão de estudar o Logos (a Palavra).

O Cristianismo hoje está atravessando um momento crítico, pois abandonaram a Fé verdadeira e passaram a seguir e crer em seus poderes pessoais ou nas riquezas que Cristo pode lhes dar! Mas, essa riqueza quem detém é o outro que até ofereceu a Jesus todos os reinos deste mundo.

Muitos continuam vendendo Jesus por trinta moedas de prata, traindo o Evangelho de Cristo. Isso não é Fé, mas sim ignorância. Pois fé sem conhecimento é cegueira e crendice.

* (Texto originalmente desenvolvido em meu Facebook, mas ampliado aqui).