terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Ano Novo! Vida Nova?




Adeus Ano Velho

Será que podemos dar adeus ao tempo? Será que o tempo diz adeus a nós?
O tempo é um agora que se desloca, portanto, o tempo é um momento vivido. Bem ou Mal, mas foi vivido.
O ano que se vai é apenas um tempo que tem uma certa duração, mas é tão somente uma nominação feita pelo homem.
Será que o tempo existe de fato? 
O tempo não pode existir, mas pode ser contado. Não pode existir, pois isso seria um desafio racional. Veja, como pode o tempo existir e a eternidade existir? Seria o tempo uma fração da eternidade?
Mas, se assim for a eternidade sofrerá um fracionamento, e isso a transforma em uma eternidade finita, pois pode ser repartida, mesurada, então já não é uma eternidade eterna, mas uma eternidade fatiada.
Poderíamos dizer então que o tempo é uma fatia de uma grande pizza de tempo cuja soma resultaria em eternidade? Não!
O tempo não existe, o que existe é uma deterioração da matéria. A matéria é finita e o tempo é um ficto e não um facto.
O ano que se vai hoje, a bem da verdade, é uma tentativa humana de mensurar um tempo determinado no qual muitos fatos aconteceram, porém, como continuamos vivos dentro de uma materialidade frágil e dissolvente, pensamos que um ano se foi, mas o que se foi é um amontoado de objetos, coisas, animais e pessoas. Os que se foram param o tempo de seus relógios. O ano que passou subjetivou-se e já não é mais.
O ano novo que chega vem acompanhado por renovações de sonhos, mas os sonhos são tão subjetivos quanto o tempo, pois em cada sepultura tanto o tempo como os sonhos estão estancados.
Ano Novo! Ou apenas continuamos vivos, mas até quando? Esse "Quando"já expressa um tempo, ou talvez uma vírgula, mas com certeza não expressa um ponto final.
Vida Nova? Sim, pois a vida é eterna! Mas, onde será essa eternidade de vida? Pode haver "onde"? Onde não é um lugar? Se é um lugar pode ser mensurável?
A Metafísica tem mais perguntas do que respostas.
Então, o que temos que fazer? Viver e buscar respostas. Onde a principal é: A Verdade.
A Verdade, o Tempo, a Matéria, a Eternidade!
Feliz Ano Novo só é possível aqui e agora, pois além tempo não existe Ano Novo ou Ano Velho.
A Felicidade é inferior à Verdade. Muitos buscam a Felicidade, mas o que se deve buscar de fato é a Verdade!
Então, "Verdadeiro Ano Novo a todos vocês!"