quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Sexo depois do casamento


Falar em sexo depois do casamento, hoje, é como falar de um oásis no deserto, onde a pessoa que enfrenta a imensidão do deserto acredita que existem Oásis, mas que não é para ela, e que jamais conseguirá em um mundo tão cheio de cobranças liberais. Mas não é assim, pois é plenamente possível manter-se a pureza até o dia do casamento. Aliás este é um aspecto moral da vida cristã.

Alguém pode questionar: "Onde está escrito na Bíblia que é proibido manter relações sexuais antes do casamento?" 

II Cor.11:2  "Porque zelo por vós com zelo de Deus; visto que vos tenho preparado para vos apresentar como virgem pura a um só esposo, que é Cristo".  

Se o esposo que é Cristo requer uma esposa para si Virgem, de certa forma fica evidente que os noivos requeiram noivas virgens para si também.

Por que o sexo deve ser depois do casamento? 

O apóstolo Paulo em I Tes.5.23 nos faz pensar sobre algo que pode nos ajudar a compreender essa questão.
Espírito, Alma e Corpo - Essa é a sequência perfeita para uma irrepreensibilidade no Namoro, Noivado e Casamento! Ou seja, o namoro deve começar no Espírito, que é a identificação espiritual no servir a Deus; no noivado deve passar à Alma, a esfera das emoções, dos sentimentos maduros; e por fim no casamento a consumação da relação corporal, que é o ato sexual. Mas, evidente que isso são para os filhos de Deus!

Já para o Mundo sem Cristo o que ocorre é o inverso! O processo inicia-se no Corpo, no sexo; depois pode caminhar para a Alma, os sentimentos, as emoções e dificilmente chega ao Espírito, pois a sensualidade é que governa os ímpios, mas os filhos de Deus são governados pelo Espírito Santo de Deus. No mundo, fora da comunhão, os relacionamentos começam na carne, no corpo, nas baladas, na sensualidade, no encantamento com a beleza.


Relações antes do casamento é uma forma de Domínio, onde o dominado lê na cartilha de quem o domina! Tanto Dominado como Dominante ao caírem na realidade pós-núpcias entrará numa roda-viva de confrontos e desventuras, e isto pode levar ao Divórcio, caso esse casamento não seja curado por Deus.

As dificuldades são enormes, mas a Fé tem que vir em primeiro lugar. Por isso o namoro cristão tem que começar na questão da identidade espiritual.

Veja o que o apóstolo Paulo nos faz entender sobre essa proposição:

Gal.5:16 - "Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne".  

I Tes. 4:1 - "Finalmente, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus que, assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que continueis a progredir cada vez mais".