sábado, 29 de março de 2014

O Amor gera Confiança!





Se Deus é Amor, e a Bíblia declara que Ele é, então, o Amor de Deus tem que ser  infinito! Pois, se não fosse, então, seria mensurável, e, tudo o que é mensurável tem fim, um término.

O Amor de Deus nunca pode acabar, caso isto ocorresse todo o Universo poderia simplesmente desaparecer e com ele toda a humanidade, pois o que sustenta este Mundo e esta Humanidade é o Amor de Deus, logo, esse Amor tem que ser infinito, imensurável, indestrutível.

O Apóstolo João diz que Deus é Amor, e, portanto, aquele que não ama não conhece Deus. (I João 4.8) Desta palavra podemos deduzir que todo o Amor que existe no coração humano tem raiz em Deus. Assim, também, toda e qualquer Virtude ou Qualidade provem de Deus. Mas, não vamos entrar nesta vertente, o caso aqui é o Amor e o que disto provém.

O ser humano vivente traz em si um temor enorme sobre seu futuro, pois sente que seus dias estão se esvaindo e a cada dia que se passa aquele momento solitário da Morte se aproxima e o alcançará. Isso é um reflexo claro da desesperança que há em seu coração. Neste ponto essa pessoa tem duas opções, a de cair na farra e aproveitar a vida, ou seja, ganhar sua vida (Marcos 8.35), e a outra opção é a de buscar o conhecimento sobre o autor dessa vida, como Ele é, o que Ele é, e se Ele merece minha confiança!

Na primeira opção o sujeito irá gastar sua vida sem qualquer preocupação com o fato da Morte se aproximar. No segundo caso o sujeito irá perder esses momentos de glória festiva, de fanfarrice, e buscar o Conhecimento, e quem busca, certamente, encontra.

Se você está lendo esse texto, isso é um bom sinal, pois indica que você está buscando, então, persevere nessa busca.

Aquele que busca quer encontrar, mas não sabe bem o que vai encontrar, e pior, pode encontrar respostas que o façam voltar ao primeiro caso, ou respostas que o conduzam a caminhos e pensamento humanos errados, e muitos Filósofos se propõem a isto. Mas, aquele que de fato não se contenta com migalhas irá espanar toda essa poeira de seu caminho e chegará ao Amor de Deus.

O Amor de Deus é tão grande que se Ele quisesse poderia destruir tudo o que criou, matar todos os seres viventes. Mas, seu Amor não permitiria tal coisa, e entre Matar ou Morrer, Deus preferiu Morrer por Amor à sua Criação na pessoa de Jesus Cristo.

Uma vez que você descobre que Deus é Amor o sentido da Vida passa a ser outro, pois o temor da Morte se vai e se estabelece uma relação de Confiança nesse Amor. Por isso o apóstolo João disse em I João 4:18: "No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor".  Percebe?

Confiança no Amor de Deus é tudo o que temos que ter! O salmista Davi (23.4) diz algo maravilhoso: "Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam".  Deus permite que você entre no Vale da Sombra e da Morte, mas Ele não te deixa sozinho (tu estas comigo). Isso é confiança nesse Amor divino!

O Amor de Deus nos leva à Confiança! Logo, quem Ama Confia! Assim, também, quem pensa que ama, mas só tem Posse, jamais pode Confiar, mas com certeza pode até Matar.

Amor da parte de Deus requer a Confiança de nossa parte!

O motivo de Confiarmos em Deus é importantíssimo, mas só é possível por meio da Fé, pois só se aproxima de Deus aquele que tem Fé (Hebreus 11:6) "Ora, sem fé é impossível agradar a Deus, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe...".

Ó Morte onde está a tua vitória? (I Coríntios 15.55) O Amor de Deus mata a Morte! O Inferno e a Morte serão lançados no Gehena, o Lago de Fogo e Enxofre (Apocalipse 20.14).